Viva o capitalismo selvagem! [alerta de ironia].

Viva o capitalismo selvagem! [alerta de ironia].


Os EUA não tem um sistema público universal, como o SUS ou o NHS (National Health Service) britânico. Ou seja: é preciso pagar, e os custos para quem não tem plano de saúde —cerca de 8,5% dos americanos, em 2018— são exorbitantes.
O governo estima que quebrar uma perna leva uma pessoa a gastar o equivalente a R$ 30 mil. Passar três dias internado em um hospital custa R$ 120 mil. Lutar contra um câncer exige centenas de milhares de dólares.
Mesmo quem tem plano de saúde —via empregador ou individualmente— não está seguro.
Convênios exigem que os clientes gastem um valor mínimo antes de o serviço começar a funcionar, a chamada franquia. O valor varia de plano para plano, com uma média de R$ 7.000 ao ano. Depois disso, o plano também exige que o cliente pague uma porcentagem de cada tratamento, que vai de 10% a 40%, o co-seguro.​ [Fonte: Folha de SP. 14.jun.2020]

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como configurar teclado do tablet S3 para acentuar em português

Fortnite, o fim

HD externo ou Serviço de Nuvem?