Pular para o conteúdo principal

A COR DA PELE



As histórias de nosso cotidiano nos revelam coisas muito interessantes para (re)pensar o próprio cotidiano.
Algumas coisas acabamos reproduzindo sem ao menos nos questionar os motivos dessa reprodução e preconceitos podem estar embutidos em nossas ações ou em nossas falas.
Você já ouviu falar em lápis da cor da pele? Veja esse vídeo baseado em situações reais e seu desfecho final.
Quero aqui registrar o que chamo de preconceito cutâneo, uma forma de discriminação ainda muito forte e visivelmente presente em nossa sociedade.

Comentários