Pular para o conteúdo principal

7 dicas para falar de internet segura na escola

Imagem: Pixabay

A internet pode ser uma ferramenta útil para fazer pesquisas, estudar, jogar e até mesmo compartilhar informações. Mas, nem só de benefícios vive o universo on-line. O ambiente virtual também pode deixar os usuários expostos a uma série de riscos. Prova disso, são as recentes discussões sobre a necessidade de um Marco Civil da Internet – projeto de lei que institui princípios, garantias, direitos e deveres para quem usa a rede no país. E, que tal aproveitar esse momento para trazer o debate sobre o uso da internet com segurança para dentro da sala de aula?

Para a psicóloga Juliana Cunha, da SaferNet Brasil – associação sem fins lucrativos que promove a prevenção, educação, denúncia e orientação para o uso seguro da internet –, o debate sobre o Marco Civil é interessante para mostrar que é possível desenvolver direitos e deveres no ambiente on-line. Além disso, a discussão serve de gancho para incentivar o uso seguro da rede. “Conforme as crianças e os adolescentes começam a utilizar a internet de forma orientada, eles passam a responder melhor aos perigos e danos que estão expostos”, afirmou.

Para ela, muitas escolas ainda encaram o universo virtual como um mundo à parte. No entanto, ele está cada vez mais presente no cotidiano dos alunos. “É importante incluir essas discussões no ambiente escolar porque a internet está se tornando um dos principais espaços de convivência entre crianças e adolescentes”, explicou.

Com base no material de apoio para educadores, disponibilizado pela SaferNet Brasil, o Porvir separou 7 dicas para discutir o tema. Confira a lista:

1- Uso responsável da internet em HQs
Com linguagem simples e descontraída, os quadrinhos apresentam uma série de histórias com temas cotidianos do universo on-line, como bate-papo, jogos, superexposição nas redes, golpes na internet e o vazamento de informações. A cartilha também traz desenhos com os dez princípios da governança e o uso da internet no Brasil que podem ser trabalhados em sala de aula.

2- Animação sobre crimes na internet, canais de denúncias e conteúdos impróprios
Nem tudo é legal na internet. Ela pode ser útil para estudar, jogar e se informar, mas também pode ser usada para fins criminosos. Com o apoio de algumas animações, o professor pode discutir temas como os crimes de internet, informações falsas, privacidade e o risco de postar fotos íntimas.

3- Debate sobre o impacto da internet na sociedade
Como a internet está mudando a sociedade? Essa pode ser uma questão interessante para o professor debater com os alunos em sala de aula. Para auxiliar na discussão, a ficha ‘A Internet, eu e a sociedade: o que está mudando?’ reúne quatro reportagens sobre o avanço da internet em diferentes épocas, que variam de 1981 até 2009. A partir da leitura dos textos é possível organizar um debate sobre os benefícios e perigos da rede.

4- Quiz sobre uso excessivo da internet
Em um quiz animado, os alunos respondem perguntas sobre a frequência que navegam na internet. No final, eles recebem uma mensagem sobre como estão se comportando nas redes e se isso tem prejudicado a sua interação com as atividades offline. Esses resultados podem ser um gancho para o educador discutir o uso excessivo da internet com os estudantes.

5- Infográfico com o perfil do jovem conectado
Quem é o jovem que está ligado na rede? O infográfico mostra dados estatísticos sobre o perfil dos jovens que estão conectados. Entre as informações coletadas, ele apresenta o número de horas que eles passam na internet, a faixa etária, local de onde acessam e outros dados.

6- Videoaulas sobre uso ético da internet
As videoaulas discutem o uso responsável da internet. Divididas em três módulos, elas abordam (1) as transformações tecnológicas e novas formas de se relacionar, (2) as oportunidades e perigos do ciberespaço e (3) as questões relacionadas à sexualidade, como exposição íntima e o aliciamento de crianças e adolescentes.

7- Cartilha sobre bullying na rede
No ambiente on-line, as chamadas brincadeiras de mau gosto podem ganhar espaço e se propagar com velocidade. Para trabalhar essa questão, a cartilha ‘Bullying não é brincadeira’ traz exemplos, dicas e formas de prevenir essas situações, ajudando estabelecer princípios de uma cultura de paz na internet.

  • Direitos autorais: Creative Commons - CC BY 3.0
  • Originalmente publicado em <http://www.ebc.com.br/infantil/para-educadores/2014/04/7-dicas-para-falar-de-internet-segura-na-escola>. Acesso em 01/05/2014.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Diário de Classe

IMPORTÂNCIA DO PREENCHIMENTO CORRETO DO DIÁRIO DE CLASSE
O Diário de Classe é um documento oficial da Unidade Escolar e um instrumento de responsabilidade do PROFESSOR com a finalidade de registrar e documentar a frequência e o aproveitamento individual do aluno regularmente matriculado. É também, o documento de controle e confirmação do trabalho do professor e dos alunos. Devido à sua importância, deverá ser preenchido somente pelo professor de forma cuidadosa, sem rasuras e à caneta. ATRIBUIÇÕES DO PROFESSOR REFERENTES AO DIÁRIO DE CLASSE - Preencher o diário de classe de acordo com as aulas ministradas, conforme as orientações estabelecidas no Regimento Interno da U.E.; - Garantir a clareza e a sequência lógica nos registros dos conteúdos de forma que seja possível identificar a relação entre o diário de classe e o planejamento pedagógico; - Lançar os registros diariamente; - Preencher o diário com letra legível, sem erros ou rasuras; - Não fazer registros a lápis no diário…

Como configurar teclado do tablet S3 para acentuar em português

A configuração da capa teclado para o tablet S3 gera muita confusão. Nem mesmo os atendentes da Samsung souberam configurar o produto em loja e o atendimento pelo telefone foi pior, resultado: vamos aprender sozinhos.

Há alguns tutoriais aqui na internet solicitando para instalar um APP que faz uma "gambiarra" onde você precisa digitar certos códigos para conseguir grafar com "ç", "á" "ã" ou qualquer outro acentuação em língua portuguesa do Brasil. Como dira aquelas propagandas tipo "Polishop" (não sei se é assim que se escreve, mas você entendeu), então como dizem os programas deste estilo "esqueçam tudo"!



Vamos direto ao ponto: conecte o teclado físico no seu tablet, entre em configurações depois vá em Gerenciamento geral (onde há idioma e entrada); clique me idioma e entrada e depois clique em teclado físico, posteriormente procure e selecione "Brasileiro". De fábrica o teclado vem selecionado Português, mas isso n…

Sorriso e Silêncio

A mensagem acima, eu li em um perfil de uma rede social. Fiquei pensando sobre os problemas da simplificação da mensagem que aponta para a ideia de que o silêncio é uma maneira de se evitar os problemas.
Penso que estamos onde estamos por enfrentar os problemas e não evitá-los. As doenças sempre foram um problema para a humanidade e as enfrentamos, a gravidade foi, num passado próximo, um problema e hoje temos satélites em órbita porque ela foi enfrentada e não evitada. 
Na verdade o problema não é, em última análise, o problema. Ademais, quando da existência de um problema, o sorriso não me ajuda muito a resolvê-lo. 
Bons livros, horas de pesquisa e muita dedicação sim, pode me ajudar a resolver um problema.
Sobre o silêncio, outro equívoco, o silêncio não é a maneira de evitar os problemas, pelo contrário, o silêncio pode causar muitos problemas. Vocês lembram do Holocausto? Fruto da loucura de uns e do silêncio de outros.
Uma possível correção da legenda na mensagem acima seria, não fiq…