26 de abr de 2012

REGIONALIZAÇÃO - Divisão pelo domínio climático

Divisão pelo domínio climático

Outra forma de regionalizar o mundo é considerar os aspectos naturais que formam a paisagem: o relevo[1], o clima, a vegetação, o solo e a hidrografia[2]. Esses elementos interagem e formam paisagens diferenciadas.

Nessa regionalização, um dos elementos naturais mais importantes é o clima, pois ele interfere nos tipos de vegetação e de solo, na forma de relevo, no regime dos rios e na forma de ocupação humana, influenciando inclusive algumas atividades econômicas.

clip_image002

Essa divisão é baseada, sobretudo, nas zonas climáticas da Terra, como podemos observar a seguir.

clip_image004

Dividir o mundo pelos domínios da natureza, no caso o climático, é muito relativo. O que percebemos é que os aspectos naturais não são estáticos e imutáveis. Não podemos afirmar, por exemplo, que há desertos apenas nas áreas tropicais, quando também os encontramos em áreas de zona temperada. Nem tampouco podemos afirmar que em toda a região tropical fará calor o ano todo.

Também temos que considerar que a ação do homem no meio ambiente tem provocado alterações climáticas no planeta, contribuindo para a relatividade na classificação por domínios naturais. As estações do ano já não são regulares; podemos ter geadas em áreas até então consideradas livres desse fenômeno, calor exagerado em áreas temperadas, ciclones, furacões e tornados com maiores freqüências, além de outras mudanças.

Outro exemplo em que percebemos essa alteração é o que ocorre no continente africano. A derrubada das matas às margens dos desertos africanos, provocada pela expansão da pecuária. E o crescimento populacional vem aumentando as áreas desérticas.

clip_image005

No continente asiático, o mar Aral, localizado entre as Repúblicas do Uzbequistão e do Cazaquistão, é um dos maiores exemplos da degradação que o homem provoca no meio ambiente. Esse mar é um lago salgado que está secando.

Tempos atrás o governo da antiga União Soviética implantou um sistema de irrigação da lavoura de algodão no país, utilizando dois rios que o alimentavam: o Syr-Daria e  Amu-Daria. O resultado foi um grande impacto ambiental, pois o lago, com menor alimentação das águas desses rios, diminuiu seu tamanho, tendo diminuído também as espécies animais que habitam a região.

Foto: navios encalhados no Mar de Aral.

clip_image007

Verificando a Aprendizagem
Folha de exercícios
Disciplina de Geografia
Professor Santiago Alves de Siqueira
Estudante: _____________________________ Turma    Data ____/____/______.
(responder utilizando caneta cor azul ou preta)

  1. Cite e localize as zonas climáticas da Terra.
  1. De que maneira a ação humana tem provocado alterações no meio ambiente? Cite um exemplo e explique-o.
  1. No mapa abaixo pinte as Zonas Térmicas identificando-as na legenda.

clip_image008


[1] Relevo: diversidade de aspectos da superfície da crosta terrestre, ou seja, o conjunto dos desnivelamentos da superfície do globo.

[2] Hidrografia: estudo das águas continentais e oceânicas do globo terrestre.

REGIONALIZAÇÃO

Os países podem ser agrupados e, esses grupos, individualizados com base em diferentes critérios de regionalização. Nesse sentido, quando envolve e abrange grandes áreas, regionalizar significa identificar características comuns entre os espaços, podendo ser de ordem geológica, natural, econômica, social, histórica etc.

Observe uma forma de regionalização no mapa a seguir:

clip_image002

      No mapa visualizamos os continentes América, África, Ásia, Oceania e Antártida, que são as grandes porções de terras emersas, somando aproximadamente 29% da superfície da Terra. É nesse conjunto de terras emersas que nós vivemos. É nítida a desproporção de oceanos e continentes no planeta. Os oceanos Pacífico, Atlântico, Índico e Glacial Ártico ocupam cerca de 71% da superfície da Terra – preenchem as terras imersas.

  • Continentes: correspondem a uma grande massa de terra emersa, diferenciando-se das ilhas em razão de suas extensões.
  • Terras emersas: conjunto de terras que se encontram acima do nível dos oceanos e mares. Constituem os continentes.
  • Terras imersas: terras que se encontram abaixo dos oceanos e mares, ou seja, o assoalho oceânico.

Observe essa representação na linguagem gráfica.

clip_image004

        Os continentes são porções de terras identificadas no mapa-múndi, com uma separação espacial fácil de visualizar. As exceções são Europa e Ásia, que formam um mesmo bloco de terras, também conhecido como Eurásia.

Os continentes não possuem a mesma área, da mesma forma que os oceanos não possuem o mesmo tamanho.

clip_image006clip_image008

Num primeiro momento podemos imaginar que os continentes são totalmente diferentes entre si quando fazemos referência às paisagens, à cultura e ao modo de vida de seus habitantes. Mas a divisão em continentes não deve ser tomada como uma verdade absoluta. Há países de continentes diferentes com muitas semelhanças e países de um mesmo continente com grandes diferenças.

Os Estados Unidos e o México, por exemplo, embora pertençam ao mesmo continente, apresentam grandes diferenças naturais, econômicas e sociais. O mesmo acontece com o Japão e o Vietnã, que estão no continente asiático.

Tanto os continentes como os oceanos são muito importantes para nossas vidas. Nos continentes estão os países, que foram se formando ao longo da história. Neles, os seres humanos constroem suas cidades e realizam as atividades necessárias à sua sobrevivência. Dos oceanos exploramos muitos recursos e também os utilizamos como vias de transporte.

Mas os continentes e oceanos, tal como conhecemos hoje, apresentaram disposições muito diferentes no passado.

Deriva dos continentes

Há 400 milhões de anos, as terras do planeta estavam reunidas em um único continente, o Pangéia (do grego pan, toda; gea, terra). Esse continente começa a rachar no sentido leste-oeste há 225 milhões de anos, formando dois subcontinentes: Laurásia, ao norte, e Gondwana, ao sul. A atual conformação e posição dos continentes têm cerca de 60 milhões de anos, mas eles continuam em constante transformação. A América do Sul e a África, por exemplo, afastam-se um do outro a uma velocidade de 7 cm por ano, ampliando a área ocupada pelo oceano Atlântico. O mar Vermelho também está se alargando e o continente africano migra em direção ao continente europeu.

Placas tectônicas – A crosta terrestre não é contínua, mas dividida em vários blocos chamados placas tectônicas. Elas são separadas por grandes fendas vulcânicas em permanente atividade no fundo do mar. Através dessas fendas, o magma sobe do manto para a superfície, adicionando novos materiais à crosta. Isso expande o fundo do mar e movimenta os blocos que formam a superfície em diferentes direções.

Dorsais oceânicas – A solidificação do magma que extravasa ao longo das fendas vulcânicas forma grandes cordilheiras kdorsais oceânicas. A Dorsal Meso-Oceânica, por exemplo, é uma cadeia de montanhas com 73 mil km de extensão e com picos de até 3.800 m de altura.

17 de abr de 2012

Resultado da escolha da bandeira da T71

Dia e hora do Voto   Escolha da Bandeira Resultado Geral
02/04/2012 17:26 Bandeira 1
02/04/2012 18:09 Bandeira 1 Bandeira 1 16 votos
02/04/2012 18:37 Bandeira 4 Bandeiro 2 02 votos
02/04/2012 19:37 Bandeira 4 Bandeira 3 05 votos
02/04/2012 20:30 Bandeira 4 Bandeira 4 08 votos
02/04/2012 22:04 Bandeira 1
02/04/2012 22:07 Bandeira 3
02/04/2012 22:07 Bandeira 1
02/04/2012 22:54 Bandeira 4 Bandeira 1 Vencedora
02/04/2012 23:07 Bandeira 4
03/04/2012 00:00 Bandeira 1
03/04/2012 15:08 Bandeira 1
03/04/2012 15:10 Bandeira 1
03/04/2012 17:56 Bandeira 3
03/04/2012 19:25 Bandeira 3
03/04/2012 20:04 Bandeira 2
04/04/2012 21:46 Bandeira 1
06/04/2012 01:31 Bandeira 1
06/04/2012 12:17 Bandeira 4
08/04/2012 19:06 Bandeira 1
09/04/2012 18:33 Bandeira 1
10/04/2012 00:38 Bandeira 3
10/04/2012 14:33 Bandeira 1
10/04/2012 14:33 Bandeira 1
13/04/2012 15:21 Bandeira 1
13/04/2012 15:45 Bandeira 1
13/04/2012 15:46 Bandeira 1
t71ba

 

Resultado colhido em 17/04/2012.

1 de abr de 2012

A servidão moderna

A servidão moderna é um livro e um documentário de 52 minutos produzidos de maneira completamente independente; o livro (e o DVD contido) é distribuído gratuitamente em certos lugares alternativos na França e na América latina. O texto foi escrito na Jamaica em outubro de 2007 e o documentário foi finalizado na Colômbia em maio de 2009. Ele existe nas versões francesa, inglesa e espanhola. O filme foi elaborado a partir de imagens desviadas, essencialmente oriundas de filmes de ficção e de documentários.

"Toda verdade passa por três estágios.
No primeiro, ela é ridicularizada.
No segundo, é rejeitada com violência.
No terceiro, é aceita como evidente por si própria."
Schopenhauer

Fone: You Tube