Pular para o conteúdo principal

Tarifa Bancária

Este texto eu escrevi em 2006 pelo fato de ainda ser bem atual o reescrevo neste blog.

Olha só que fato interessante.

Esta semana fui a uma agência bancária ver meu extrato, semana de pagamento é sempre assim, mesmo sabendo quanto a gente ganha, sempre vamos confirmar o depósito feito no banco.

Observei uma tarifa de R$ 3,00 e outra de R$ 13,00 presente no extrato, então mais que depressa fui ao atendimento do banco para saber o motivo daquela cobrança. E vejam só, a tarifa de R$3,00 é devido a manutenção de cadastro que, no ano que vem, deve ser cobrada novamente, uma tarifa que o banco se acha no direito de cobrar para fazer a “manutenção” de meu cadastro. Talvez eles (do banco) acreditem que, se não cobrarem essa tarifa, meu cadastro possa misteriosamente desaparecer, então é melhor ficar olhando de vez em quando para ver se ele está lá, e para isso, eles cobram.

A Segunda tarifa R$ 13,00 equivale a cobrança feita para justificar a “manutenção” de minha conta que será cobrado mensalmente, já que o “convênio”, entre banco e fonte pagadora, terminou.

Vamos a uma conta simples: R$ 13,00 por mês equivale a R$ 156,00 mais os R$ 3,00 da manutenção totalizaria uma cobrança de R$ 159,00 por ano, é o que tenho que pagar para dizer que sou “cliente” de um banco.

A inversão de valores neste nosso mundo capitalista é uma coisa assombrosa. É o banco que necessita de meu dinheiro para poder sobreviver como instituição bancária que vive da exploração do dinheiro alheio.

É o banco que precisa do meu salário (e do seu) para sustentar sua máquina exploratória de enriquecimento através da exploração dos juros.

É o banco que precisa de mim, não como um “cliente” mas como cidadão para continuar existindo e explorando meu salário, esse sim merecidamente conquistado através de um trabalho digno e construtivo.

E pasmem, os R$ 13,00 só me permitem usar umas tantas folhas de cheque por mês, fazer alguns saques por mês e utilizar o extrato (para ver o que eles estão ganhando em cima de meu salário) algumas vezes por mês, tudo o que exceder a certas quantias é cobrado à parte e se eu der um cheque que o banco considere “baixo valor” ele me cobra uma outra tarifa.

Quem é essa instituição chamada banco para dizer se o cheque que eu estou passando é de baixo valor ou não, incompetente, você não pode ter autoridade sobre meus gastos. Você não tem o direito de classificar meus gastos como pequeno ou grande isso é uma decisão exclusiva, pessoal, e que não abro mão de tê-la.

Não podemos deixar que as instituições financeiras nos façam reféns do serviço bancário.

Foi o sistema capitalista quem criou a necessidade dos bancos, então nada mais justo que sejam os capitalistas que paguem pelos serviços deles e não nós os assalariados.

Parem com essa ignorância. Fazer com que o trabalhador, para usar o seu dinheiro, fruto de seu trabalho, tenha que pagar.

Estamos pagando para usar nosso salário!

E vamos continuar pagando enquanto não colocarmos nos eixos os valores aqui expostos.

São os bancos que precisam de nós e não o contrário.

Santiago Siqueira
Professor

Publicado inicialmente em: Segunda-feira, 5 de junho de 2006.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Diário de Classe

IMPORTÂNCIA DO PREENCHIMENTO CORRETO DO DIÁRIO DE CLASSE
O Diário de Classe é um documento oficial da Unidade Escolar e um instrumento de responsabilidade do PROFESSOR com a finalidade de registrar e documentar a frequência e o aproveitamento individual do aluno regularmente matriculado. É também, o documento de controle e confirmação do trabalho do professor e dos alunos. Devido à sua importância, deverá ser preenchido somente pelo professor de forma cuidadosa, sem rasuras e à caneta. ATRIBUIÇÕES DO PROFESSOR REFERENTES AO DIÁRIO DE CLASSE - Preencher o diário de classe de acordo com as aulas ministradas, conforme as orientações estabelecidas no Regimento Interno da U.E.; - Garantir a clareza e a sequência lógica nos registros dos conteúdos de forma que seja possível identificar a relação entre o diário de classe e o planejamento pedagógico; - Lançar os registros diariamente; - Preencher o diário com letra legível, sem erros ou rasuras; - Não fazer registros a lápis no diário…

Como configurar teclado do tablet S3 para acentuar em português

A configuração da capa teclado para o tablet S3 gera muita confusão. Nem mesmo os atendentes da Samsung souberam configurar o produto em loja e o atendimento pelo telefone foi pior, resultado: vamos aprender sozinhos.

Há alguns tutoriais aqui na internet solicitando para instalar um APP que faz uma "gambiarra" onde você precisa digitar certos códigos para conseguir grafar com "ç", "á" "ã" ou qualquer outro acentuação em língua portuguesa do Brasil. Como dira aquelas propagandas tipo "Polishop" (não sei se é assim que se escreve, mas você entendeu), então como dizem os programas deste estilo "esqueçam tudo"!



Vamos direto ao ponto: conecte o teclado físico no seu tablet, entre em configurações depois vá em Gerenciamento geral (onde há idioma e entrada); clique me idioma e entrada e depois clique em teclado físico, posteriormente procure e selecione "Brasileiro". De fábrica o teclado vem selecionado Português, mas isso n…

O conceito de Paisagem, lugar, território e Região

A Geografia assim como outras ciências também possui conceitos que são fundamentais para o seu estudo sendo eles a Paisagem, lugar, território e a Região.

Espaço: No senso comum o espaço denota as estrelas, às distâncias de um lugar a outro, ou ainda, o tamanho ocupado pelos objetos e pessoas. O espaço se constitui de diferentes formas e estas, por sua vez, apresentam alguma relação com as pessoas que o habitam. O exemplo disso é percebido a sua volta a partir da observação dos elementos existentes na sua localidade, próximo a sua moradia, as ruas, as avenidas, as casas, os prédios comerciais, residenciais e industriais os quais apresentam serventia ao Homem. Pelas ruas nos deslocamos. As casas servem de abrigo e moradia, os prédios podem conter lojas e indústrias e nestes se encontram o local de trabalho de grande parte da população.
Lugar: É onde as dinâmicas das relações dos indivíduos são de proximidade e vivências diretas e, ainda, onde cada pessoa busca as referências pe…