29 de jan de 2011

Lana de Souza Cavalcanti fala sobre o ensino de Geografia com novas abordagens

Entrevista publicada na revista Nova Escola onde Lana Cavalcanti mostra que explicar conceitos geográficos não basta. O educador precisa de reflexão e atualização constantes.

Para Ler a entrevista Clique aqui

28 de jan de 2011

Portal do professor

O Portal do Professor é um espaço para troca de experiências entre professores do ensino fundamental e médio. É um ambiente virtual com recursos educacionais que facilitam e dinamizam o trabalho dos professores.

O conteúdo do portal inclui sugestões de aulas de acordo com o currículo de cada disciplina e recursos como vídeos, fotos, mapas, áudio e textos. Nele, o professor poderá preparar a aula, ficará informado sobre os cursos de capacitação oferecidos em municípios e estados e na área federal e sobre a legislação específica.

Acesse aqui

Fonte: MEC

27 de jan de 2011

Salário dos Professores

Um dos temas dos primeiros discursos da presidenta Dilma Rousseff, o salário dos professores no Brasil é consensualmente baixo e um problema de solução mais difícil do que parece. A ideia de criação de um piso salarial nacional, medida proposta no Fundeb, esbarra nas condições financeiras de prefeituras e estados, que reclamam por não receberem os repasses complementares do governo federal para a educação. Como resolver o impasse e viabilizar o desenvolvimento do país pela educação? É isso que o Sem Recesso (um programa da TV Câmara) discutiu na quinta-feira dia 20/01/2011.

Para assistir ao programa, clique aqui.

26 de jan de 2011

Procon Municipal de Florianópolis pesquisa os preços de materiais escolares

Pensando na economia do consumidor, o Procon municipal visitou papelarias e colheu preços de materiais para as aulas.

foto/divulgação:

O PROCON Municipal de Florianópolis realizou essa semana uma pesquisa de preço de material escolar. O órgão visitou quatro estabelecimentos em diferentes pontos da cidade e pesquisou 26 itens que são os mais pedidos pelas escolas. 

Clique no Link para abri o arquivo com a pesquisa realizada. (arquivo Excel)

excelPesquisa de preços - material escolar 2011

Fonte: www.pmf.sc.gov.br

AUMENTA ADESÃO AO MAIS EDUCAÇÃO

Das 16 mil escolas da educação básica pré-selecionadas pelo Ministério da Educação para participar do programa Mais Educação neste ano, 12.451 já aderiram e apresentaram planos de trabalho.A meta é atender 15 mil escolas e oferecer educação integral a cerca de 3 milhões de alunos, especialmente do ensino fundamental. O prazo de adesão vai até 28 de fevereiro.

Pelo Mais Educação, que é um programa de educação integral público, as escolas recebem recursos do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE-Escola) para desenvolver atividades com os estudantes. O dinheiro é depositado na conta da escola, em cota única, para aquisição de materiais, custeio de atividades e pagamento de transporte e alimentação dos monitores.

Em média, cada escola recebe R$ 37 mil, para aplicar nos dez meses letivos.O cadastro dos alunos é que determina o valor do repasse. A inclusão de dados é feita no Sistema de Informações Integradas de Planejamento, Orçamento e Finanças do MEC (Simec), acesso que a escola tem com uso de senha.

Dados da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad) do MEC, que coordena o programa, indicam que o investimento no Mais Educação deve alcançar R$ 600 milhões neste ano.O programa Mais Educação começou em 2008 e no período 2008-2010 passou de 386 mil para 2,2 milhões de estudantes, número que o MEC pretende ampliar para 3 milhões este ano.

Confira a relação dos municípios e escolas que podem incluir estudantes no programa.

Fonte: MEC

24 de jan de 2011

Faça sua parte que eu faço a minha

DSCF5k2685DSCF2674

O respeito à lei deve ser de ambas as partes. De quem será a responsabilidade de manutenção e pavimentação das ruas?

Assim que a rua estiver pronta para a construção da calçada, esta será feita.

23 de jan de 2011

BICICLETAS RESOLVEM PROBLEMAS DE TRANSPORTE ESCOLAR

(Brasília – 13/01/2011) - Estados, municípios e o Distrito Federal têm a oportunidade de amenizar um dos principais problemas dos estudantes brasileiros, que é o transporte para a escola. O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) está promovendo registro de preços para a compra de bicicletas escolares de aros 20 e 26, por meio do programa Caminho da Escola.

Chegar à escola ou ao ponto do ônibus escolar é um sacrifício para muitos estudantes. Boa parte deles precisa acordar ainda de madrugada e percorrer quilômetros a pé, já que muitos caminhos nas áreas rurais e até mesmo urbanas são intransitáveis para veículos automotores. “A bicicleta vai servir para aqueles que moram em localidades aonde os veículos rodoviários não chegam, tanto nas áreas rurais quanto nas urbanas”, afirma o coordenador geral de transporte escolar do FNDE, José Maria Rodrigues de Souza.

Ele lembra que, além de ter impacto zero sobre o meio ambiente, a bicicleta vai ajudar os estudantes a ter uma atividade física saudável. A bicicleta escolar tem especificações que lhe garantem resistência maior que a das bicicletas comuns, como o quadro reforçado. Protótipos da bicicleta escolar já foram testados nas cinco regiões do país e receberam avaliações altamente positivas por parte dos alunos e de seus pais.

Preços - Para participar do programa, o gestor local deve preencher um ofício seguindo o modelo publicado na Resolução nº 40/2010 do FNDE, assiná-lo e enviá-lo à autarquia, informando a quantidade de bicicletas que pretende comprar. O prazo para entrega da mercadoria é de, no máximo, 90 dias a partir da assinatura do contrato.

Os preços das bicicletas variam de acordo com a região do país:Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Roraima e Rondônia: aro 20 (R$ 256); aro 26 (R$ 257) Tocantins e Bahia: aro 20 (R$ 258); aro 26 (R$ 259); Maranhão: aro 20 (R$ 252); aro 26 (R$ 253); Piauí, Ceará e Rio Grande do Norte: aro 20 (R$ 254); aro 26 (R$ 255);
Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Sergipe: aro 20 (R$ 255); aro 26 (R$ 256); Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul: aro 20 (R$ 263); aro 26 (R$ 268); Minas, Espírito Santo, Rio e São Paulo: aro 20 (R$ 240,50); aro 26 (R$ 256,50).

Fonte: MEC

21 de jan de 2011

Horário Eleitoral Pago

cofres_do_tesouro

Para o contribuinte, o horário eleitoral não é gratuito, já que as emissoras de rádio e TV têm compensação fiscal no Imposto de Renda pela cessão desse tempo. De acordo com a Receita Federal, só em 2010 serão concedidos R$ 851 milhões em benefícios fiscais a essas empresas.

Só para o ano de 2010 foram orçados R$ 851,11 milhões, ou 0,75% de todos os benefícios fiscais concedidos com recursos federais. Segundo dados da Receita Federal, essas compensações dispararam nos últimos oito anos. De 2002 até o previsto para 2010, o aumento foi nada menos do que 600,32% em valores correntes. Ou seja, não considerando a inflação do período. Com a economia estabilizada, especialistas na área eleitoral são unânimes em avaliar que o benefício que as emissoras recebem no seu Imposto de Renda compensa, em muito, a veiculação da propaganda eleitoral e partidária.

Fonte: senado.gov.br

Não acreditem na televisão, quando ouvir “Horário Eleitoral Gratuito”, neste nosso país de graça, nem conselho.

O Brasil e as chuvas

Hoje, no Brasil, a imprensa precisa mais das chuvas do que os agricultores. Basta aparecer algumas nuvens no horizonte e pronto. Histeria e horas a fio com manchetes sobre as possibilidades e os “riscos” da chuva. O problema não é a chuva, o problema é político, é urbano,  é social.

O que seria da televisão se não existisse essas chuvas de verão? Ainda bem que temos o futebol, o carnaval e o congresso nacional.

Situação das ruas no Campeche

Se essa rua fosse minha

A mamata da aposentadoria dos ex-governadores

 

Essa matéria eu replico no meu blog pois concordo com o absurdo que isso representa em nosso cotidiano.

A mamata da aposentadoria dos ex-governadores

Celso Marcondes 20 de janeiro de 2011 às 10:53h

Passagens pelos governos de estados, mesmo brevíssimas, garantem pensões vitalícias para dezenas de famílias ilustres. A OAB leva os casos para o STF

A cada dia aumenta a lista dos ex-governadores que recebem aposentadoria vitalícia. Com benefícios a variar entre R$ 10, 5 mil e R$ 24, 1 mil, a edição de O Estado de S.Paulo desta quinta-feira 20 apresenta uma relação com os nomes de 55 destes notáveis, além das cinco viúvas também agraciadas pelo mimo. A lista é parcial, o jornal destaca.

Já a Folha, que trouxe o assunto à tona na semana passada, informa que do Mato Grosso chegam os casos mais escandalosos: Humberto Bosaipo, ex-deputado pelo DEM, governou o estado por apenas 10 dias, era presidente da Assembleia Legislativa local e substituiu o governador em seu período de férias, o suficiente para lhe garantir como extra a bagatela de R$ 15 mil mensais de aposentadoria. Hoje, pasmem, o ilustre é conselheiro do Tribunal de Contas do estado. Imagina-se os conselhos que dá a seus pares.

O caso dele é idêntico ao de outro deputado do DEM, Moisés Feltrin, ocupante do cargo de governador por 33 dias, entre 1990 e 1991.

Também do Mato Grosso, vem o terceiro caso, o da ex-vice-governadora durante a gestão Blairo Maggi, Irany França. Entre 2003 e 2006, primeiro mandato de Maggi, ela o substituía quando este viajava.

O interessante é que os três casos apurados pela Folha não constam da relação do Estadão. Somados, passamos a ter 58 nomes no listão que não para de crescer.

Os estados a contemplar a regalia e integrantes da lista parcial são nove: Amazonas, Ceará, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Piauí, Rio Grande do Sul, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Pará e Minas Gerais. Mas com certeza ela teria que ser ampliada com nomes do Acre, Santa Catarina, Maranhão, Amapá e Sergipe

Aqui vale uma explicação: todas estas benesses são legais, apesar de, em 2007, o Supremo Tribunal Federal, ao julgar o caso do ex-governador do Mato Grosso do Sul, Zeca do PT, ter declarado o pagamento inconstitucional. O problema é que leis estaduais continuam a garantir a moleza.

A esperança agora está nas mãos da Ordem dos Advogados do Brasil. Ela vai contestar o STF sobre os benefícios em nove estados. Caso o Supremo julgue o primeiro caso e edite uma súmula vinculante, a decisão seria ampliada para os demais.

Ex-governadores recém saídos de seus cargos já tiveram seus pedidos de “aposentadoria-mais-que-especial-mega-plus”  aprovados: são os casos de Ana Júlia Carepa (PT/PA), Roberto Requião (PMDB/PR) e Yeda Crusius (PSDB/RS).

Da lista parcial do Estadão constam nomes ilustres: os mineiros Aécio Neves, Itamar Franco, Newton Cardoso, Hélio Garcia e Eduardo Azeredo (com R$ 10,5 mil mensais), o paranaense Álvaro Dias, os gaúchos Olívio Dutra e Pedro Simon (R$ 24,1 mil), o pernambucano Marco Maciel (valor não informado), os paraenses Jarbas Passarinho, Jader Barbalho, Simão Jatene e Almir Gabriel (R$ 22 mil). O leitor pode notar, a facilidade não escolhe partidos políticos.

A Folha também divulga outro caso dos mais bizarros: Pedro Pedrossian, hoje com 82 anos, ganha aposentadoria por dois estados, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, que até 1977 não eram divididos. A soma das duas dá a bagatela de R$ 40 mil mensais. Ao falar ao jornal, sua esposa disse que os benefícios eram mais que justos, pois seu marido “sempre trabalhou muito”,“nunca tirou férias” e os medicamentos que usa “custam uma fortuna”.

Então tá, explicação dada. Vou contar para minha sogra, ela recebe uma pensão de R$ 1,1 mil e gasta R$ 620 com remédios todo mês.

PS: mal este artigo foi pro ar e o leitor Antonio Neto me alerta: “você esqueceu de Rondônia”. E acrescenta: já gozam de pensão vitalícia os ex-governadores Ivo Cassol (PP), José Bianco (DEM), Valdir Raupp (PMDB), Osvaldo Piana, Jerônimo Santana (PMDB), Angelo Angelim (PMDB) e os familiares de Jorge Teixeira, já falecido.

Extraído de Carta Capital em 20/01/2011
Link
http://www.cartacapital.com.br/politica/a-mamata-da-aposentadoria-dos-ex-governadores

20 de jan de 2011

Chuva não mata ninguém

senado_gov_brNão me espantaria se em pouco tempo estivermos pagando mais um imposto com a justificativa de ser utilizado em emergências decorridas de eventos naturais - as “catástrofes naturais” como chamam muitos políticos e alguns não políticos desavisados. Na verdade não existe uma catástrofe natural no caso brasileiro. O que há é, no mínimo, uma catástrofe social, aliada ao descaso com a vida humana por parte de uma banda pobre da política nacional.

Mas é bem mais simples colocar a culpa nas chuvas do que apontar o que de fato provoca os deslizamentos que matam pessoas. Uma matéria no site Carta Capital diz “

Assim, será mais fácil convencer a população em geral de que é preciso mais um imposto para que se faça um fundo para a prevenção dessas “catástrofes”, pois, quase ninguém, se sentiria à vontade para pagar um imposto devido à incompetência político-administrativa.

Ao escrever sobre o assunto, Carta Capital coloca que “Não há como culpar a natureza. O País está diante de crimes cometidos pelos homens. Há uma irresponsabilidade contínua dos prefeitos de cada uma dessas cidades. Alguns por fazerem vista grossa para as ocupações desordenadas. Outros, por incentivar as moradias nas encostas. Os sucessores não fiscalizaram os antecessores, seja por camaradagem partidária, seja pela omissão provocada pela avidez de se manterem no poder a qualquer preço. E o preço é esse que se vê ao longo dos anos.” (Carta Capital 15/01/2011)

Não acreditem no discurso da Televisão que deixa entender que as pessoas morreram por causa das chuvas, na verdade ninguém morre por causa de chuva, morrem devido ao abandono do Estado ou, na melhor das hipóteses, morrem com a conivência dele.

19 de jan de 2011

Mestrado para professores de matemática

Mestrado para professores de matemáticaO Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (Profmat), curso semipresencial coordenado pela Sociedade Brasileira de Matemática, está com inscrições abertas para processo seletivo até 31 de janeiro.

O Profmat é um curso de pós-graduação stricto sensu para o aprimoramento da formação profissional de professores da educação básica. Curso de oferta nacional, ele é realizado por uma rede de instituições de ensino superior e tem como objetivo atender professores de matemática de ensino básico, com prioridade para os da rede pública.

O Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional é aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior e está inserido no projeto Universidade Aberta do Brasil, do Ministério da Educação. O curso tem duração de dois anos, com aulas presenciais e atividades a distância.

Devido à abrangência nacional do projeto o Profmat envolve 57 instituições em 25 estados. Nesta etapa, os institutos de Geociências e Ciências Exatas (IGCE), em Rio Claro, e o de Biociências e Ciências Exatas (Ibilce), em São José do Rio Preto, ambos da Universidade Estadual Paulista (Unesp), servirão de base para as atividades do mestrado.

Ao todo, são 100 vagas disponíveis nos dois institutos (50 para cada unidade).

Mais informações e inscrições: www.profmat-sbm.org.br/default.asp

Fonte: Agência FAPESP

18 de jan de 2011

SME promove Congresso de Educação Básica

17/01/11 às 17h30min. Problemas técnicos nos servidores DNS não permitem o acesso externo ao sistema da Prefeitura. Técnicos do CIASC e PMF já estão trabalhando na manutenção dos equipamentos. As inscrições de servidores da Prefeitura foram prorrogadas até o dia 23 de janeiro de 2011. 

Inscrição

A inscrição para o COEB será gratuita e efetuada exclusivamente pela internet conforme cronograma:

- De 17 a 21 de janeiro de 2011 - Profissionais da Rede Municipal de Ensino de Florianópolis - SC. PRORROGADAS até 23 de janeiro de 2011.

- A partir de 24 de janeiro de 2011 - Profissionais das Redes Públicas de Ensino Municipais e Estaduais de Santa Catarina.

- As vagas serão limitadas e preenchidas por ordem de inscrição.

Clique AQUI e faça sua inscrição.

Mais rápida, prática e sem filas, a inscrição para os cursos de capacitação pela internet é mais uma inovação da Prefeitura de Florianópolis e da Secretaria Municipal de Educação para modernizar o acesso aos serviços do Município. 

    Fonte: Prefeitura Municipal de Florianópolis.

    17 de jan de 2011

    Cristovam vai pedir novamente uma CPI da Educação

    [senador Cristovam Buarque (PDT-DF) ]

    O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) pretende reapresentar requerimento para criar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Educação tão logo o Senado retorne às atividades, em fevereiro. A intenção, informou o senador, é apurar as causas que impedem o avanço na qualidade da educação no ritmo exigido pela sociedade atual.

    Cristovam disse à Agência Senado nesta quinta-feira (13) que já havia conseguido as assinaturas necessárias e a CPI da Educação foi criada pela Mesa diretora, em 2008. No entanto, lembrou, por solicitação do ministro da Educação, Fernando Haddad, os senadores da base aliada retiraram suas assinaturas do requerimento e a CPI foi arquivada.

    - Na mesma noite [em que foi instalada], o ministro pediu aos senadores a retirada das assinaturas e a CPI foi assassinada - disse Cristovam.

    Ex-ministro da Educação e ex-reitor da Universidade de Brasília (UnB), Cristovam disse esperar que o ministro Haddad entenda que a CPI não é contra o governo. Na avaliação do senador, é necessário fazer uma retrospectiva dos 500 anos em que a educação ficou "relegada" no Brasil.

    Para ele, a melhoria na área educacional que tem acontecido no país está muito aquém das necessidades, uma vez que a cada dia é exigida mais qualificação do profissional. Ele observou que o crescimento econômico de um país atualmente acontece por meio do desenvolvimento tecnológico, o que requer investimentos nas escolas.

    - [O sistema educacional] mudou muito pouco. Estamos avançando e, ao mesmo tempo, ficando para trás. Isso acontece porque os outros países avançam mais do que o Brasil e porque as exigências hoje são maiores - argumentou o senador.

    Fonte: Agência Senado

    RESULTADO DAS ELEIÇÕES DE DIRETORES 2010

    DIRETORES ELEITOS DAS UNIDADES EDUCATIVAS

    Creches
    Creche Abrão - Selita Hasckel
    Creche Almte Lucas Boiteux - Adriane Nagel Pereira
    Creche Altino Dealtino Cabral - Vera Lúcia Ventura Lisboa
    Creche Anjo da Guarda - Karla Schütz
    Creche Anna Spyrios Dimatos - Alice Joice Oliveira de Castro
    Creche APAM Morro das Pedras - Fabiana Odete Nair Moreira
    Creche Bem-Te-Vi - Aucy Bernini Braga
    Creche Caetana Marcelina Dias - Dinéia Ricardina de Souza
    Creche Celso Pamplona - Kenia Paula da Luz
    Creche Chico Mendes - Karina Almeida dos Santos
    Creche Cristo Redentor - Carla Cristina Britto
    Creche Diaman B. Conceição - Aurea Juliana Nunes Silva
    Creche Dona Cota - Sandra Maria do Nascimento
    Creche Doralice - Patrícia Lúcia B. da Silva
    Creche Elisabete N Anderle - Alzelite Zenair Gonçalves
    Creche Fermínio - Rozana Maiza Vicente
    Creche Francisca Idalina Lopes - Josélia Maria de Lima
    Creche Franklin - Ronaldo Lopes Vieira
    Creche Hermenegilda - Sidney Roberto Schiante
    Creche Idalina Ochôa - Rosane Cristine Corrêa de Oliveira
    Creche Ilha Continente - Regina Patrícia Campos Machado
    Creche Ingleses - Lílian Cristina Luz
    Creche Irmã Scheilla - Rosane G. M. Grault V. de Lima
    Creche Irmão Celso - Lizete Inês Brasil
    Creche Jardim Atlântico - Márcia M. da Silva Knoblauch
    Creche Joaquina Ma. Peres - Luciana M.Espíndola dos Santos
    Creche Joel Rogério - Adna Miriã da Silva
    Creche Machado de Assis - Amélia Bendlin
    Creche Marcelino B. Dutra - Tatiana Maria Cidral Vieira
    Creche Maria Barreiros - Valéria Carvalho Monteiro
    Creche Maria Nair - Angélica Conceição Vieira
    Creche Mateus de Barros - Rosana Hames Krüger
    Creche Mons. Frederico - Bianca Vanin Souto Goede
    Creche Monteiro Lobato - Juliana da Matta Ribeiro Leal
    Creche Morro do Mocotó - Gracelaine Battisti
    Creche Muquém - Clarice Maura Lucas
    Creche Nossa Srª Aparecida - Caroline de Gouvêa Mosimann
    Creche Nossa Srª de Lourdes - Tatiane da Silva
    Creche Orlandina Cordeiro - Neiva Comicholli Martins
    Creche Paulo Michels - Christiani Maria D. de Abreu
    Creche Rosa Maria Pires - Dilva da Rosa Gonçalves
    Creche Santa T. do M Jesus - Adriana Jurema da Silva
    Creche Stella Maris Carneiro - Marlene Febrônia Alves de Souza
    Creche Vicentina Mª da C. - Juliana Dias Ferraz
    Creche Vila Cachoeira - Cristiane Verônica Soares
    Creche Vila União - Eliane Gomes Bongiolo
    Creche Waldemar da S Filho - Luciano Gonzaga Galvão
    Núcleo de Educação Infantil
    NEI Armação - Marcia Nilda Perreira Ramos
    NEI Barreira do Janga - Eleni Teresinha Boing
    NEI Caieira da Barra do Sul - Ana Maria Bastos
    NEI Campeche - Claudinéia Alzira da Silva
    NEI Canto da Lagoa - Solange Aparecida de Souza Nunes
    NEI Colônia Z-11 - Carla Ivoni Teixeira de Souza
    NEI Coqueiros - Simoni Schnaider Rodrigues
    NEI Costeira - Marilda Alzira das Chagas Martins
    NEI Ingleses - Cláudia Costa Ricardo
    NEI João Machado da Silva - Sirene Costa da Silva Costa
    NEI Judite Fernandes de Lima - Adriana de Souza Lamarck
    NEI Luiz Paulo da Silva - Gabriela Silva Martins
    NEI Maria Salomé dos Santos - Verônica Naima da Silva
    NEI Nagib Jabor - Vera Lúcia Klein
    NEI Pântano do Sul - Diana Corrêa de Sá
    NEI Praia de Ingleses - Cidelma da Silva Ausem
    NEI Raul Francisco Lisboa - Kelen Cristina Lacerda
    NEI Santo Antônio de Pádua - Odete de Oliveira Reis
    NEI São João Batista - Cássia Queila Afonso
    NEI Tapera - Simone Pereira Bittencourt
    Escolas Desdobradas
    ED Costa da Lagoa - Waldirene Garcia Moraes
    ED Costa de Dentro - Ozânia Osvaldina Carvalho
    ED João Francisco Garcez - Vivianny Coelho Raupp
    ED José Jacinto Cardoso - Kênia Garcia da Silveira
    ED Jurerê - Renate Piehowiak
    ED Lupércio Belarmino da Silva - Vanderlane Inês Hickmann
    ED Marcolino José de Lima - Cristina A. M. Makowieck
    ED Osvaldo Galupo - Atagy Terezinha Maciel Feijó
    ED Retiro da Lagoa - Ivo Rech
    Escolas Básicas
    EB Acácio Garibaldi S Thiago - Luciene Machado de Oliveira
    EB Adotiva Liberato Valentim - karla Christine H. L. da Silva
    EB Albertina Madalena Dias - Rubens E. Pereira Fernandes
    EB Almirante Carvalhal - Eloísa H. de Oliveira Ezequiel
    EB Anísio Teixeira - Claúdia Cristina Zanela
    EB Antônio Paschoal Apóstolo - Bernadete da Rosa
    EB Batista Pereira - Simone Garcia Vargas
    EB Beatriz de Souza Brito - Edilton Luís Piacentini
    EB Brigadeiro Eduardo Gomes - Carla P. de Santiago Lapa
    EB Dilma Lúcia dos Santos - Grasiela A. da Silveira
    EB Donícia Maria da Costa - Ivanisse Zarif Pires Basto
    EB Gentil Mathias da Silva - Adriano de Oliveira
    EB Henrique Veras - Odilon Xavier da Rosa Filho
    EB Intendente A. da Silva - Marizilda A. Gonçalves Araújo
    EB João Alfredo Rohr - Adenaide Ferrari Caliari
    EB João Gonçalves Pinheiro - Rosinete dos S. Freitas L. da Silva
    EB José Amaro Cordeiro - Márcia Maria dos Santos
    EB José do Valle Pereira - Paula Moraes
    EB Mâncio Costa - Gilberto André Borges
    EB Maria Conceição Nunes - Sandro de Almeida Nery
    EB Maria Tomázia Coelho - NÃO HOUVE QUORUM
    EB Osmar Cunha - Lenir de Oliveira Sacco
    EB Osvaldo Machado - Karina Ribas
    EB Paulo Fontes - Denise de Amorim Costa Martins
    EB Vitor Miguel de Souza - Ricardo Paz
    Fonte: sintrasem

    Site fora do ar

    Hoje iniciava as inscrições dos professores da rede municipal de ensino para o congresso realizado promovido Prefeitura de Florianópolis, porém o site esteve fora do ar até o presente momento (15:38h). Espero que as inscrições sejam prorrogadas evitando maiores prejuízos.

    11 de jan de 2011

    Pose da Sariema

    Uma bela Sariema fez questão de ser fotografada nas pedreiras de Pirenópolis-GO. Diferente de seu costume, ela ficou calma e atenta aos cliques da máquina.

    as12234fg

    Seriema, sariema ou siriema é o nome vulgar dado às aves pertencentes à família Cariamidae, da ordem Cariamiformes. São aves de médio porte, terrestres, que preferem correr a voar. O grupo é nativo da América do Sul e habita zonas de pradaria ou florestas abertas. As Seriemas alimentam-se de insectos, lagartos e pequenas cobras, como também de cajuis e cajus do cerrado. (Fonte: Wikipédia).

    7 de jan de 2011

    Casan 2011 a luta continua

    No anos anteriores posteis várias notícias sobre o descuido da CASAN em relação a um terreno de sua responsabilidade. Mato e lixo tomam conta do espaço todo.

    Em 2011 a situação continua a mesma. O terreno não foi fechado, o lixo e o mato tomam conta o que demonstra o abandono e o desrespeito que a empresa tem para com seus vizinhos.

    É claro que já fizemos ligações solicitando os devidos cuidados, mas além das promessas pouca coisa foi de fato feita conforme mostra as fotos abaixo.

    Na verdade não gostaria de ficar usando meu blog para isso, mas fazer o que né?

    XI ENPEG

    Recebi o seguinte e-mail da organização do ENPEG e o transcrevo aqui na intenção de ampliar a divulgação do evento.

    Caros participantes do XI ENPEG,
    Em decorrência de algumas consultas feitas à comissão organizadora do XI ENPEG informamos a todos que a atualização (no sistema) das informações relativas ao pagamento da inscrição tem sido bastante demorada, assim solicitamos a compreensão de todos no sentido de aguardarem até a data da divulgação dos trabalhos recebidos quando esta questão deverá estar saneada.
    Outrossim, solicitamos que qualquer dúvida ou dificuldade a respeito da anexação de trabalhos seja reportada  a esta comissão por este e-mail (parecer11enpeg@gmail.com)
    Reiteramos cronograma de atividades desta comissão:

    Data limite para envio de trabalhos: 08/01/2011

    Divulgação (na página do evento) da lista de trabalhos recebidos: 11/01/2011 (previsão)

    Divulgação (na página do evento) da lista de trabalhos aceitos: 25/02/2011 (previsão)

    Atenciosamente,

    Comissão Científica

    6 de jan de 2011

    Educação define calendário escolar 2011

    Educação estabeleceu o Dia 14 de fevereiro como início do ano letivo de 2011.

    A Secretaria de Educação da Capital estabeleceu o dia 14 de fevereiro para o início do ano letivo de 2011 da rede municipal de ensino. A partir desta data funcionará o primeiro semestre para alunos de escolas, creches, núcleos de educação infantil (NEIs) e núcleos de educação de jovens e adultos (EJA).

    As férias escolares do meio do ano estão fixadas de 16 a 31 de julho e o ano letivo será encerrado no dia 21 de dezembro. A carga horária total será de no mínimo 800 horas, o que implica 200 dias de efetivo trabalho educacional. A frequência mínima exigida para os alunos será de 75 por cento.

    Toda suspensão de atividade deverá ser compensada, mediante proposta pedagógica previamente aprovada pela Secretaria Municipal de Educação.

    No primeiro semestre, haverá a interrupção de expediente nos dias 7 e 8 de março, devido ao Carnaval. Os estabelecimentos de ensino também estarão em recesso no dia 23 de março, por conta da emancipação política do município, bem como no dia 21 de abril, Dia de Tiradentes, e no dia 22 de abril, pelo Feriado Nacional da Paixão de Cristo. No dia 23 de junho, as atividades serão suspensas devido ao feriado de Corpus Christi e no dia 24 as atividades igualmente serão interrompidas com compensação.

    No segundo semestre, que começa no dia 1º de agosto, não haverá aulas nos feriados nacionais de 7 de setembro (Independência do Brasil) e 12 de outubro (Nossa Senhora Aparecida), assim como no dia 15 de outubro, devido ao feriado do Dia do Professor.  No dia 2 de novembro há o feriado de Finados. No dia 14 as atividades serão paralisadas em compensação ao Dia do Servidor Público e no dia 15 será comemorado a Proclamação da República.

     

    Calendário Escolar 2011

    Mês                  -                     Dia                    -                  Atividade

    • Fevereiro: 10 e 11 - Horário de Trabalho Pedagógico Coletivo

    14 - Início do Efetivo Trabalho Educativo/Escolar – Ano Letivo

    • Março:       07 e 08 - Carnaval

                           09 - Horário de Trabalho Pedagógico Coletivo ou Atividade Suspensa com Compensação

                            23 - Feriado Municipal – Emancipação do Município

    • Abril:         21 - Feriado Nacional – Tiradentes

                            22  - Feriado Nacional – Sexta-feira da Paixão de Cristo

    • Maio:         01 - Feriado Nacional – Dia do Trabalho
    • Junho:       23 - Feriado Nacional – Corpus Christi

    24 - Atividade Suspensa

    • Julho:       15 - Término do Efetivo Trabalho Educativo / Semestre Letivo

                          16 a 31 - Férias Escolares

    • Agosto:     01 - Início do Efetivo Trabalho Educativo / Semestre Letivo
    • Setembro: 07 - Feriado Nacional – Independência do Brasil
    • Outubro:   12        - Feriado Nacional – Nossa Senhora Aparecida

                            15 - Feriado Escolar – Dia do Professor

    • Novembro: 02 - Feriado Nacional – Finados

                            14 - Atividade Suspensa – Em Compensação ao Dia do Servidor Público

                             15 - Feriado Nacional – Proclamação da República

    • Dezembro:  21 - Término do Efetivo Trabalho Educativo/Escolar – Ano Letivo.

    Fonte: www.pmf.sc.gov.br

    5 de jan de 2011

    Retorno

    Hoje é o começo da volta. Depois de 15 dias de férias vai ser interessante retornar à rotina de estudos.

    3 de jan de 2011

    Respeito

    Estava em uma fila junto com outras várias pessoas esperando o atendimento. Quando estava já para ser o próximo a ser atendido, entra no estabelecimento uma pessoa com algumas contas na mão para serem pagas e sem nenhum constrangimento ele me pediu para que eu pegasse suas contas e as pagasse no caixa, mostrando também a quantia em dinheiro para o mesmo.

    Evidentemente que minha resposta foi NÃO. Ainda tive a paciência de justificar dizendo que era uma falta de respeito para com as pessoas que estavam na fila esperando serem atendidas.

    Não teve jeito, a criatura insistiu com a pessoa que estava logo atrás de mim e conseguiu que ela assumisse a responsabilidade de pagar suas contas, desrespeitando todas as outras que estavam aguardando na fila.

    Qual é a lição? Enquanto eles insistirem em tirar vantagem vou insistir em dizer NÃO. Mesmo sabendo que muitos, por ignorância ou outros motivos, digam sim.

    2 de jan de 2011

    Eu amo meu carro!!!

    Férias 25122010 (8)A criatura, proprietária desse carro, deve mesmo amar seu veículo, ao ponto de coloca-lo bem próximo à janela de seu quarto. Acho que só não o levou para a sua cama porque sua mulher deve ter proibido, afinal de contas no Brasil a bigamia é proibida.
    Férias 25122010 (9)Ou será que ele usou a calçada para estacionar o carro pelo fato de ter pouco espaço na rua?
    E por falar em pouco espaço…
    2010 para 2011 (52) Será que vai ser essa a desculpa que o proprietário deste outro automóvel vai dar quando for questionado sobre o motivo de parar em frente um hidrante?
    Mas será que alguém vai questionar??? O que eu fico a perguntar é: Se a gente vê porque a polícia não vê?



    Espero que meu jeito irônico de tratar esse assunto não o deixe esquecer que é preciso cobrar o devido respeito às leis de trânsito. Na dúvida, ande à pé.

    1 de jan de 2011

    2011 início de boas escolhas

    Inicia-se mais um ano e em breve estaremos envolvidos novamente com nossos trabalhos nas escolas. Aos pais é importante observar onde estão matriculando seus filhos, acompanha-los. As escolas devem e oportunizar um diálogo permanente e construtivo com as famílias.

    As oportunidades de execução de um bom trabalho inicia com a nossa vontade de realiza-lo.

    Para todos um excelente 2011 e que nosso profissionalismo  não seja confundido com “dom” ou “missão”.