Um novo Presidente, eleito pelo voto popular

Fala do Senador Lindbergh Farias (Bloco Parlamentar da Resistência Democrática/PT - RJ) –  em aparte do Senador Randolfe Rodrigues em 13/06/2017. Segue:


Senador Randolfe, queria cumprimentar V. Exª pela coerência. V. Exª, que, um ano atrás, aqui se posicionou contra o golpe, porque não havia crime de responsabilidade. Agora eu fico impressionado com a velocidade dos fatos: em um ano, esse golpe esse golpe está completamente desmoralizado. Olha os três principais nomes do golpe: Eduardo Cunha, preso; Aécio Neves, afastado do Senado Federal; e o Temer nessa situação. Eu fazia discurso na época, dizendo o seguinte: olha, o Temer vai se blindar, porque a gente sabe que um Presidente da República só pode ser investigado por fatos anteriores ao seu mandato. E eu dizia: ele não vai ser investigado, ele vai ter uma blindagem.

Não é que ele conseguiu cometer um crime dentro do seu mandato?

O SR. RANDOLFE RODRIGUES (Bloco Socialismo e Democracia/REDE - AP) – Dentro de um curto espaço de tempo.

O Sr. Lindbergh Farias (Bloco Parlamentar da Resistência Democrática/PT - RJ) – No curto espaço de tempo. Lá no Palácio do Jaburu, vários crimes: formação de quadrilha...

O SR. RANDOLFE RODRIGUES (Bloco Socialismo e Democracia/REDE - AP) – Obstrução na Justiça.

O Sr. Lindbergh Farias (Bloco Parlamentar da Resistência Democrática/PT - RJ) – ... obstrução de Justiça, prevaricação. Vários crimes. Agora, veja bem o impasse: eu estou fazendo este aparte porque, desde ontem tenho falado que há um novo caminho para o golpe. Assim que surgiram as denúncias, os fatos envolvendo a JBS, começou uma polêmica sobre eleições diretas e indiretas. Alguns setores, como a Rede Globo, falaram muito em eleições indiretas. Agora, o novo caminho que acho que querem do golpe é, se a Câmara autorizar que o Presidente seja processado, que você tenha a substituição automática por Rodrigo Maia, por um período de até 180 dias. Eu quero aqui registrar a minha posição: eu acho, sinceramente, que o Rodrigo Maia não teria legitimidade como Presidente da República. Na verdade, Rodrigo Maia e Temer são a mesma face de uma moeda, com o mesmo programa das reformas. Então, acho fundamental, neste momento, nós intensificarmos as nossas mobilizações pelas eleições diretas. No último final de semana, tivemos cem mil pessoas nas ruas de Salvador, também outro grande ato nas ruas de Porto Alegre. E, na próxima semana, vamos ter, no dia 16, em Belo Horizonte. E, no próximo dia 22, o Senador Capiberibe junto com o grande Governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, estão chamando para um grande ato lá na Paraíba, em João Pessoa. Então, fiz este aparte para registrar a nossa posição. Nós não saímos dessa crise com Rodrigo Maia Presidente da República. Para sair desta crise, tem que haver um novo Presidente, eleito pelo voto popular, com a força para impor um caminho, inclusive com rumos diferentes para a nossa economia. Mas eu quero parabenizar V. Exª pelo importante pronunciamento no dia de hoje.

Comentários

Postagens mais visitadas