Inadimplência de alunos do ensino superior foi de 9% em 2016, diz sindicato


Uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (22) pelo Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior (Semesp) aponta que o total de alunos com mensalidades atrasadas alcançou 9% dos contratos em 2016. O índice registrado foi maior do que o apresentado no ano anterior (8,8%) e ainda é superior à média de outros setores (6%), de acordo com o sindicato.

O índice é o maior desde 2010, quando o total de pagamentos em atraso atingiu 9,6%. A entidade considerada inadimplência um atraso acima de 90 dias nas mensalidades.

Segundo o sindicato, a alta de 0,2 ponto percentual na inadimplência no ensino superior de 2015 para 2016 pode ser explicada pela crise econômica e pelo Fies, que a partir de 2015 reduziu o número de contratos.


A previsão do Semesp é de que a inadimplência se estabilize e fique em torno de 9,2% em 2017.
O levantamento mostra que as instituições de pequeno porte, com até dois mil alunos, são as que menos sofreram com a inadimplência de até 30 dias e tiveram um crescimento de 9,67%. No entanto, essas instituições foram as que registraram maior crescimento na taxa de inadimplência em mensalidades com mais de 90 dias de atraso.

Já as instituições de médio porte, de 2 mil a 7 mil alunos, são as que apresentaram as menores taxas (acima de 90 dias) desde o início da pesquisa em 2006.

A Região Metropolitana de São Paulo, que concentra mais da metade das matrículas do Estado, registrou aumento de 15,8% na inadimplência acima de 90 dias, subindo de 4,5% em 2015 para 5,2% em 2016. O índice ficou abaixo do registrado no Interior, que saiu de 11,3% em 2015 e chegou a 11,1% em 2016 e do próprio Estado de São Paulo, que registrou crescimento de 2,8% de 2015 a 2016.

Sobre a pesquisa

O levantamento foi desenvolvido pela Assessoria Econômica do Semesp por meio do Sindata – Sistema de Informações do Ensino Superior Particular e pelo Instituto PHD.

A taxa de inadimplência de curto prazo, até 30 dias de atraso, também sofreu crescimento, passando de 14,8% em 2015 para 16,6% em 2016. A médio prazo, até 90 dias, a inadimplência também subiu de 11,1% em 2015 para 12,0% em 2016.

Fonte: G1 - Originalmente publicado em http://g1.globo.com/educacao/noticia/inadimplencia-de-alunos-do-ensino-superior-aumentou-9-diz-sindicato.ghtml

Comentários

Postagens mais visitadas