DOUTOR É QUEM FEZ DOUTORADO?

O SR. ROBERTO REQUIÃO (PMDB - PR. Pronuncia o seguinte discurso. Sem revisão do orador.) – Presidente, Senador Paim, ontem, nesta t...

SOBRE CHICO


Recebi de uma amiga pelo WhatsApp um vídeo do cantor e compositor Chico Buarque. Junto com o vídeo a mensagem que pedia minha “análise”.

O conteúdo do vídeo: nele o Chico, supostamente, fala que compra algumas de suas músicas, dizendo que comprava sempre das mesmas pessoas e que vez ou outra tinha que comprar letras de pessoas desconhecidas e ele cita uma dessas pessoas dizendo que com desconhecidos corre mais riscos, inclusive, de ser “chantageado” pois quem oferece as letras sabe que um músico depende delas para gravar, etc.

Minha análise, solicitada pela amiga: Vamos partir do princípio de que não há nenhuma montagem neste vídeo recebido e que o cantor e compositor Chico Buarque realmente compra algumas letras de músicas que ele grava.

Creio que essa é uma prática comum no meio artístico, comprar letras e músicas de compositores desconhecidos ou escrever em parceria com outros artistas.

E isso não é de hoje, Raul Seixas já cantou Músicas escritas por Paulo Coelho. Se você observar a discografia da Legião Urbana, verá que há vários compositores diferentes. Enfim, vejo que essa é uma prática de certo modo comum. Mas seria legal? 

Procurei na legislação algum impedimento de que cantores comprassem letras de outros compositores e não encontrei. Ou seja, não há impedimento legal para tal prática.

E quer saber outra coisa o Chico é tão bom que sabe escolher a dedo as músicas e letras que, supostamente, compra. Bem que alguns outros artistas poderiam fazer o mesmo, já que há tanta gente boa escrevendo belas letras e fazendo boa música. 

Quem sabe assim a qualidade da música de vários cantores não melhora, pois tem cada coisa ruim sendo cantada por aí, não é?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!
Aproveite e visite o site www.geografiaescolar.com.br

Postagens mais visitadas