Situação do Caldeirão no Morro das Pedras

Defesa Civil Municipal alerta para ressaca. Moradores confirmam piora da situação e o risco eminente de queda de postes de luz e inter...

Eleições em Florianópolis

Gean Loureiro é eleito prefeito da cidade de Florianópolis para o mandato 2017-2020. 

A disputa pela cadeira do executivo municipal foi bastante apertada. Contra Ângela Amin o futuro prefeito de Florianópolis venceu com uma diferença inferior a um por cento. Angela Amin, candidata derrotada em Florianópolis por 1.153 votos de diferença teve 49,74% dos votos válidos e Gean Loureiro alcançou 50,26%.

Os votos brancos e nulos totalizaram 15,98% dos cliques nas urnas eletrônicas. Considerando esses votos, nenhum dos candidatos conquistou unanimidade entre os florianopolitanos (nativos ou não) para governar a cidade.




PRAIA DO CAMPECHE

Lula e a criação do PT

Paulo Rocha rebate críticas ao PT e diz que partido mudou país



Paulo Rocha (PT-PA) reclamou de críticas ao PT no Senado, destacando que a legenda foi criada a partir dos movimentos sociais organizados para dar voz aos trabalhadores. Segundo ele, até a eleição de Lula, a política brasileira havia sido dominada por interesses elitistas. 
— Podem agora fazer tudo isso que estão fazendo com o PT, mas não esconderão da história que fomos nós que mudamos este país.

Gleisi faz discurso em homenagem ao ex-presidente Lula

Gleisi Hoffmann (PT-PR) parabenizou Lula pelo aniversário de 71 anos e disse que os dois mandatos dele na Presidência da República mudaram o Brasil para melhor e tirou milhões de brasileiros da pobreza. 
— Queria dizer do orgulho de estar nessa caminhada política ao seu lado, de ter lhe conhecido há tantos anos, de estar no Partido dos Trabalhadores junto contigo desde 1989, construindo propostas para melhorar o Brasil.


Fonte: Jornal do Senado

Não deveria existir desigualdade social

Durante este bimestre (3° 2013) exploramos em sala os temas rural e urbano. Segue abaixo texto do aluno Eduardo T75/2013 enviado via correio eletrônico para ser publicado no site.

E.B.M. Batista Pereira
Disciplina: Geografia
Aluno: Eduardo Andrade Marchi
Ano: 7º ano
Turma: 75
Data:12/09/2013

Os Problemas Que Nós Brasileiros Enfrentamos.

Ainda hoje muitos brasileiros sofrem com o desemprego, muitos por não terem escolaridade, muitos por preconceito. A família brasileira de classe baixa geralmente tem um número grande de filhos, e por isso sofrem ainda mais, tendo que catar papelão, reciclados, etc... para conseguir o sustento da família.

Muitas vezes a falta de emprego gera a criminalidade, o tráfico, etc.
Bairros assim como o nosso de classe baixa sofrem também com a infraestrutura, falta de áreas de lazer, vagas em creche e muitos outros problemas.

A poluição também é um grande problema, muitas pessoas acham que por serem pobres devem ser relaxados e jogam lixo na rua, em terrenos baldios até mesmo os seus próprios terrenos são sujos gerando ratos que causam problemas a saúde.

Na minha opinião todos nós deveríamos ser de uma classe só.
Não deveria existir desigualdade social, assim não existiria o preconceito e todos nós viveríamos bem, com vagas nas creches, nas escolas, bons hospitais, áreas de lazer e um bom emprego, ai sim acabariam a taxa de criminalidade.

Publicado originalmente em 3 de outubro de 2013

Protestar é uma forma que encontramos para expressar decepção e esperança

Texto escrito pela aluna Maria Eliza Pires do 7° ano da Escola Básica Municipal Batista Pereira para ser publicado no nosso site. Veja a íntegra do texto:

ESCOLA BÁSICA MUNICIPAL BATISTA PEREIRA
DISCIPLINA DE GEOGRAFIA
ALUNA: MARIA ELIZA PIRES
DATA: 11/09/2013
TURMA: 75

CORRUPÇÃO (PROTESTOS)

Protestar é uma forma que encontramos para expressar decepção, que nós queremos mudanças, mas acima de tudo, que temos esperança.

Protestamos contra várias coisas, uma delas é a corrupção e um exemplo, a Copa do Mundo.

Por aí temos pessoas adoecendo, morrendo na fila de um hospital, onde não há médicos, aparelhos necessários e estrutura para atender essas pessoas e recebemos a desculpa dos prefeitos, dos presidentes que não tem dinheiro, mas para gastar milhões com a Copa, fazer estádios onde nem vai ter jogos depois da Copa não falta.

A consequência de tudo isso são as injustiças do mundo onde quem tem de obedecer e ficar calado são os pobres.

Mas como nós estamos cansados de pagar impostos e não receber nada em troca esse é um dos motivos que causam lojas assaltadas por pessoas mascaradas, tantos ônibus queimados prejudicando a educação das crianças, o trabalho dos pais delas, por isso tantos protestos.

Mas apontar o problema é fácil, solucionar é que é difícil.

Em vez de gastar milhões com a Copa do Mundo, “gastar” ou melhor investir um pouco em hospitais, escolas públicas de qualidade, até porque quando a Copa acabar eu não duvido nada que em 2015 o Brasil entre em crise assim como na Europa e vai sobrar pra nós.

Em vez de protestos com roubos, ataques a ônibus deveríamos fazer protestos civilizados, mas muitos, até vermos que fez diferença. Ver bem em quem votar na hora de eleger um bom prefeito, presidente para governar. É bom conhecer antes de votar para não se arrepender depois.

O que é corrupção?

Corrupção significa: ato ou efeito de corromper, podridão, decomposição, putrefação, devassidão, adulteração, suborno e prevaricação.

Postado pela primeira vez em 

Fala emocionante da aluna Ana Júlia na Assembleia Legislativa do Paraná

Fala emocionante da aluna Ana Júlia, de 16 anos, do Colégio Estadual Manuel Alencar Guimarães, na Assembleia Legislativa do Paraná, representando as mais de 850 escolas e institutos federais ocupados no estado, na tarde desta quarta-feira (26). Assista!

Hipócrita!



Publiquei em uma rede social o seguinte texto: 

"Hipócrita! Você não, você é gente boa! Estou falando é de você hipócrita e duas caras."

Essa foi uma publicação/teste. Chamar de hipócrita sem citar o alvo não é muito esclarecedor (pode ser uma pessoa, um partido político, um programa de tv). Escrever isso em uma rede social é um tando arriscado para quem está lendo... eu sei, mas como observar o comportamento humano sem cutucá-lo?

Apostei todas as fichas que nenhuma curtida seria dada. Quem se arriscaria a curtir uma possível "carapuça". Houve uma curtida e um compartilhamento que considero não válido pois houve contato via outra rede social para saber o motivo dessa minha publicação, e só depois a curtida (Ufa não era eu!!! >>> vou Curtir), assim não vale né!


Não há como confirmar os motivos das não curtidas, esse universo é muito amplo, mas tenho uma hipótese:

As pessoas acreditavam, mesmo, que eu estava falando com elas, ou pior, delas. Sendo assim, é melhor não curtir.

Não, eu não estava pensando em ninguém quando escrevi, e também não estava pensando em partido político, político, parente etc. Não tinha nenhum destinatário direto ou específico essa mensagem.

Mas como eu disse, o universo de possibilidades para a não curtida é muito amplo. Não é possível afirmar os motivos da não curtida ou compartilhamento, mas você sabe o motivo pelo qual você não curtiu né...


Agora (tudo) pode

Reprodução Jornal do Seanado

DEPUTADO CHAMA GRUPO DE ESTUDANTES DE VAGABUNDOS

Professores da UFPE fazem paralisação contra a PEC 241


Os professores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) aderiram à paralisação nacional “em defesa da educação, do SUS e dos direitos trabalhistas”, e fazem uma paralisação de 24 horas, hoje (25), contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que limita gastos do poder público, e deve ser votada hoje em segundo turno pela Câmara dos Deputados.

A decisão foi tomada durante assembleia da Associação dos Docentes da UFPE (Adufepe), realizada no dia 11 de outubro. O percentual de adesão dos professores da UFPE à greve ainda não foi divulgado pela Adufepe ou pela universidade.

Em nota divulgada pela entidade, a proposta é chamada de "PEC da Maldade e PEC dos Desmontes". Segundo o texto, "a medida é um ataque direto aos direitos constitucionais (adquiridos em anos de lutas) e ao cerne do papel social do Estado – refletindo nas políticas públicas para a saúde, educação e, por fim, aos serviços sociais”.



A categoria também se coloca contra a Medida Provisória (MP) 746, que reforma o Ensino Médio, e a PLC 54, que renegocia a dívida dos estados com a União, mas condiciona a repactuação à adequação de investimentos no setor público. “A Adufepe repudia veementemente qualquer projeto de lei que vem com o objetivo de reduzir o Estado Brasileiro”, conclui a nota.

Os docentes avisam ainda que não descartam a possibilidade de participar de uma greve geral dos servidores públicos federais, convocada pelas centrais sindicais para o dia 9 de novembro.


Estudantes mobilizados

Hoje de manhã estudantes da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) que ocupam o campus de Vitória de Santo Antão, no interior do estado, realizaram uma manifestação na cidade contra a PEC 241. O ato ocorreu em conjunto com alunos do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE).

Ontem, estudantes da UFPE fizeram um protesto na BR-101 contra a PEC 241, em frente a reitoria da universidade. Nessa e em outras instituições parte dos prédios está ocupada pelos alunos também contra a proposta que tramita no Congresso Nacional.

No dia 17 de outubro começou a ocupação em Vitória de Santo Antão. No dia 20 foi a vez dos discentes da Universidade de Pernambuco (UPE) ocuparem o prédio da reitoria, no Recife.

No Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) já existem acampamentos contra a PEC nos campi de Recife, Pesqueira, Ouricuri, Petrolina e Olinda.

Com informações da EBC - publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil

Perseguição a ex-presidente Lula

Lindbergh Farias critica 'perseguição' a ex-presidente Lula
O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) criticou nesta segunda-feira (24) o que classificou como “perseguição” ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pelas mesmas forças que levaram ao impeachment de Dilma Rousseff. Para o senador, apesar das tentativas de “desconstrução” dos governos do PT, as pesquisas de opinião atestam que o ex-presidente será um forte candidato nas eleições de 2018, o que, a seu ver, causa temor nos adversários.

Na opinião de Lindbergh, os neoliberais promoverão reformas contra a população, atingindo o legado da Constituição de 1988 e as garantias trabalhistas de Getúlio Vargas. Para o senador, o povo expressará nas urnas sua revolta. Enquanto isso, observou, as pessoas se lembrarão que Lula tirou 30 milhões de brasileiros da miséria e que, em seu governo, segundo Lindbergh, a “juventude negra” pela primeira vez entrou nas universidades.


O senador disse que o Brasil está entrando em estado de exceção e que Lula já é tratado pela imprensa como se fosse condenado. Lindbergh criticou a Operação Lava Jato por atacar seletivamente o Partido dos Trabalhadores por meio de "procedimentos ilegais" e cobrou o mesmo rigor sobre os investigados de outros partidos.

— E para cima do PT tudo é permitido. A imprensa se cala. Às favas a nossa Constituição, os direitos individuais, tudo isso é sepultado em nome do ataque ao inimigo, que é o PT, essa organização criminosa dita por eles.

Com informações da Agência Senado

RESPOSTAS ENEM #1




Rincon de los cretinos


Esta foto foi clicada no Museu Nacional de Cuba. Será que numa próxima visita teremos outro personagem nesta galeria? Um tal de FORA Vocês sabem quem...

Alvorada de Pirenópolis #1

Roberto Requião Explica em português claro a PEC 241

Blumenau pode ganhar título de Capital da Cerveja

Com informações do Jornal do Senado
Conhecida pela Oktoberfest, festa de origem alemã, Blumenau (SC) pode receber o título de Capital Nacional da Cerveja. É o que estabelece o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 39/2016, que foi aprovado ontem pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) e agora vai para o Plenário do Senado.

Do deputado federal Décio Lima (PT-SC), que destacou a importância da proposta para contribuir para o turismo e o desenvolvimento da indústria e da cultura cervejeira na região, o projeto de lei teve como relator o senador Dalirio Beber (PSDB-SC).

Dalirio argumentou que a Oktoberfest, além de promover a integração regional, tornou-se uma festa nacional, o que provocou o surgimento de atividades econômicas e turísticas de grande expressão para o estado.


— Hoje temos em Blumenau o único curso superior em cerveja e malte na América Latina. De fato, Blumenau procurou se esmerar para ser vanguardista na produção de cervejas artesanais — disse.

A senadora Lídice da Mata (PSB-BA) se absteve de votar por ser contrária à propaganda de bebida alcoólica:

— Me sinto impedida de votar porque eu acho que ela é contraditória com o tema educacional. A Comissão de Educação aprovar um título de capital da cerveja não é um sinal educacional positivo. Não quero dizer que sou contra o consumo da bebida, mas sou contra a propaganda.

Qual sua opinião? Deixe um comentário.

Punição por trote telefônico




O país pode passar a contar com legislação para coibir os trotes telefônicos direcionados aos serviços públicos, de emergência ou não. Esse é o objetivo do projeto aprovado ontem pela Comissão de Ciência, Tecnologia e Comunicação (CCT).

De acordo com o PLS 763/2015, pessoas que usarem o telefone para comunicar falsas ocorrências à polícia e ao Corpo de Bombeiros, entre outros órgãos, ficarão sujeitas a punições, que vão desde a suspensão temporária até o cancelamento definitivo do serviço de telecomunicação, além do pagamento de multa de R$ 500 por infração.

A proposta é do senador licenciado Acir Gurgacz (PDT-RO) e dos senadores Lasier Martins (PDT-RS) e Paulo Rocha (PT-PA). Segundo os autores, a estimativa é de que os trotes representem de 20% a 70% do total de chamadas recebidas, a depender do serviço. Essas ligações podem gerar danos da ordem de R$ 1 bilhão por ano ao país, além de provocar graves transtornos.



“Enquanto os atendentes estão ocupados com a ligação falsa, alguém que realmente necessita do atendimento de emergência fica impedido de ligar para o serviço e sua vida pode acabar colocada em risco”, afirmam os senadores na justificação do projeto.

Eles optaram por enfrentar o problema apenas com regras e sanções administrativas, via alterações na Lei Geral de Telecomunicações, no lugar de propor medidas penais aplicáveis por meio do sistema judiciário. Segundo os autores, a resposta penal é morosa e muitas vezes resulta numa pena que pode, ao final, não se revelar adequada para a correção de rumos.

Danos a pessoas

O projeto traz um dispositivo que obriga a comunicação às autoridades policiais dos casos em que a prática do trote tenha provocado o agravamento de saúde de pessoa que ficou sem atendimento. Nesse caso, a partir do inquérito policial e da denúncia à Justiça, o infrator poderá responder a sanções na esfera penal.

A proposta seguirá para a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), para decisão terminativa, que dispensa a votação em Plenário, necessária apenas se for apresentado recurso com esse objetivo.

Fonte: Jornal do Senado, Brasília, quarta-feira, 19 de outubro de 2016.

Privilégios da lei de repatriação

DEPUTADO PEDE HONESTIDADE COM O POVO BRASILEIRO

O PSDB SE FAZ DE MORTO - IVAN VALENTE

Houve uma sabotagem à Constituição, diz deputado.

A fala do Deputado PEDRO UCZAI (PT-SC) reforça a tese de um golpe aplicado no país. Aqui deixo a reprodução para registro histórico.


"Eu queria responder ao Deputado Rogério Peninha Mendonça, meu colega catarinense, que falou em 67 milhões de brasileiros.
Em primeiro lugar, ele não veio aqui votar pela cassação do Eduardo Cunha, ajudando a ignorar os 54 milhões de brasileiros que legitimamente elegeram a Presidenta Dilma.
E quero responder ao PSDB, que está falando tanto em votos. O PT de Lula, em duas oportunidades, e de Dilma, em duas oportunidades, elegeu-os Presidentes da República com mais de 50 milhões de votos.
O golpe à democracia - hoje, dia 6 de outubro, iniciam-se as comemorações pelo centenário de Ulysses Guimarães - está manchando a história deste Parlamento. Houve uma sabotagem ao nosso Governo, uma sabotagem à Constituição e à democracia e um golpe contra a Presidenta Dilma, que tinha 54 milhões de votos.
O PSDB está aí há 4 eleições e não consegue derrotar o povo brasileiro. Conseguiu derrotá-lo com um golpe parlamentar."


Fonte: CÂMARA DOS DEPUTADOS - Data: 05/10/2016

Dia do Professor


Aos amigos e amigas da Geografia meus sinceros cumprimentos pelo dia do(a) professor(a). Muitas mensagens serão publicadas dizendo que se trata de uma "missão nobre e que deve ser valorizada, um dom para poucos" etc, neste dia relaxe e deixe fluir (nós sabemos que não é missão e sim profissão) e aproveite o "dom" da divindade e diga "Pai, perdoa-lhes; porque não sabem o que fazem" LUCAS 23:34 - ATUALIZANDO: Pai, perdoa-lhes; porque não sabem o que fazem NEM O QUE ESCREVEM NO FACEBOOK.
Professor NÃO é dom. Ninguém nasce professor. O magistério trata-se de uma profissão que demanda muito estudo e profissionalismo. Dizer que "professor é um dom é uma vocação. A pessoa nasce professor", vai no sentido contrário à valorização desta profissão.


Em tempo: onde se lê profissionalismo, leia-se profissionalização (coisas diferentes) as duas coisas devem fazer parte da carreira do professor.

Sol

Calçada: em busca de uma "solucionática" dessa problemática




A foto acima foi publicada em uma rede social com a legenda chamando atenção para o fato de que 'o pedestre não tem chance.' O autor pedia "Mudanças já !" Acredito que isso é o que todos querem.



Ocupação de espaço público pela iniciativa privada é uma epidemia em nossas cidades. Muitos, que deveriam fiscalizar, fazem vista grossa para esse problema. Será por interesse do capital?


Calçadas (que são espaços públicos) ocupadas pelo privado (carros, placas, mesas, etc.) é um transtorno especialmente em cidades com um elevado número de pedestres idosos, como no caso de Pirenópolis onde a foto foi registrada. Boicotar esse tipo de comércio é uma boa maneira de combater essa prática. Mas isso não tira a responsabilidade da fiscalização do poder público municipal.

Eu já falei em outro post sobre problemas de ruas e calçadas. Na verdade foram várias e diferentes publicações, pois os problemas são muitos e ao que parece, infelizmente, ainda longe de ser resolvido. Um pouco de cidadania e urbanidade ajudaria na "solucionática" dessa problemática.

E você já presenciou eventos dessa natureza? Deixe um comentário.

Ah nem Enem!

Sai Vestibular, entra Enem. E a lógica parece que não muda. #Aulões #Cursinhos #EducaçãoMercadoria

Vanessa critica reforma do ensino médio por MP

Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) criticou o fato de o governo Temer ter enviado ao Congresso a reforma do ensino médio por meio de medida provisória, pois isso limita a discussão ampla e profunda da questão. Disse estranhar que a proposta de reforma, que amplia a carga horária — o que significa mais despesas — seja apresentada no momento em que o governo propõe emenda à Constituição que limita por 20 anos os gastos públicos. 





— Mas quem estará sujeito a esse limite? A educação, a saúde, o saneamento básico, o meio ambiente, tudo. Menos o quê? Menos a política financeira. Isso significa que os ricos ficarão mais ricos e os pobres, mais uma vez, pagarão o ônus pela crise — afirmou.

Fonte: Jornal do Senado

20 anos de escravidão.

Comissão especial aprova PEC que limita gastos públicos pelos próximos 20 anos
O presidente da Câmara confirmou que o Plenário votará a proposta na próxima segunda-feira (10)



Comissão especial da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quinta-feira (6), por 23 votos a 7, a proposta de emenda à Constituição (PEC 241/16) que trata de limites para os gastos públicos pelos próximos 20 anos.

O relator, deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS) decidiu suprimir a ampliação da vigência da Desvinculação de Receitas da União (DRU) até 2036. Com isso, este mecanismo, que permite ao governo gastar livremente 30% da arrecadação com determinadas contribuições, permanece com a validade atual, até 2023.

O substitutivo de Perondi segue agora para análise do Plenário. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, confirmou para segunda-feira (10) a votação em primeiro turno da proposta.

Saúde e educação
A PEC cria regras especiais para as áreas de saúde e educação no ano que vem. Mas, a partir de 2018, todos os gastos terão que obedecer, no seu conjunto, a um teto equivalente à despesa do ano anterior corrigida pelo IPCA.

Assim mesmo, os deputados da base do governo repetiram que não serão feitos cortes na área social. Mas os deputados da oposição afirmaram na reunião, que durou cerca de 9 horas, que as áreas sociais vão, sim, sofrer cortes já que o espaço de remanejamento dentro do Orçamento é pequeno.

A deputada Érika Kokay (PT-DF) disse que a PEC deveria limitar os gastos com juros que são os responsáveis pelo aumento da dívida: "A proposta não fala dos lucros do sistema financeiro. Aqui, quando se fala que aumentou a dívida, ninguém diz que a dívida aumentou em função dos gastos sociais".


Dívida insustentável
Mas o deputado Silvio Torres (PSDB-SP) disse que a trajetória da dívida pública é insustentável. Segundo ele, o desequilíbrio fiscal é responsável pelo aumento do desemprego: "É um remédio duro, um remédio amargo, mas é o remédio adequado para a situação que está o doente brasileiro, a economia brasileira. E é só por isso que nós temos de tomar esse remédio".

O deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS) defendeu que o governo atual limitasse suas medidas de ajuste ao seu tempo de governo: "O problema é que está propondo este projeto pra 20 anos. Então é uma PEC que não é da maldade, mas sim da maldição".

A deputada Angela Albino (PCdoB-SC) defendeu emenda que retirava os gastos sociais dos limites da PEC. Segundo ela, se o governo tem certeza que não haverá cortes nesta área, não haveria problema em apoiar a emenda. Mas Darcísio Perondi rejeitou a proposta: "Ela tem a digital de gastar mais do que arrecada, não cuidar o dinheiro público mais do que o seu, e mexe com a estrutura do novo regime fiscal".

Reunião tensa
A reunião foi tensa e alguns manifestantes contra a PEC 241 foram expulsos da reunião por ofensas aos deputados da base do governo.

Como aproveitar ao máximo o Google Allo, o novo concorrente do WhatsApp ...

STJ suspende direitos políticos de Ângela Amin por cinco anos

A ex-prefeita de Florianópolis (SC) Ângela Amin (PP), que disputa o segundo turno das eleições municipais deste ano na capital catarinense, teve os direitos políticos suspensos por cinco anos por decisão do ministro Mauro Campbell Marques, Superior Tribunal de Justiça (STJ). Campbell acolheu pedido do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) a favor da condenação de Angela Amin por improbidade administrativa.


De acordo com o STJ, Ângela Amin foi condenada em decorrência de campanha publicitária realizada para divulgar ações e obras da prefeitura de Florianópolis entre 1997 e 2000, quando foi prefeita da capital catarinense.

Naquele julgamento, a maioria dos desembargadores do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) condenou a política apenas à sanção de ressarcimento ao erário. No entanto, o desembargador Newton Trisotto votou também pela suspensão dos direitos políticos por cinco anos, cumulada ainda com multa de 20% sobre o valor do dano, estimado em R$ 1 milhão.



Em despacho expedido ontem (3) e divulgado hoje (4), o ministro Mauro Campbell Marques entendeu que o voto vencido no TJSC está em conformidade com a posição dominante no STJ, segundo a qual a mera restituição das verbas utilizadas de forma indevida não é suficiente, sendo necessário impor alguma outra sanção prevista no artigo 12 da Lei de Improbidade Administrativa (Lei 8429/92).

“Caracterizado o prejuízo ao erário, o ressarcimento não pode ser considerado propriamente uma sanção, mas apenas consequência imediata e necessária de reparação do ato ímprobo, razão pela qual não pode figurar isoladamente como penalidade", afirma o ministro do STJ. 

Apesar da decisão, Ângela Amin segue na disputa, em segundo turno, para a prefeitura de Florianópolis. Caso ela vença o pleito, caberá ao Ministério Público tomar medidas para impedir a diplomação dela.

Fonte: EBC

Não existe nobreza na desigualdade

Vi em uma rede social um vídeo de umas pessoas distribuindo caixas de chocolate em uma localidade com crianças visivelmente desprovidas de recursos materiais, descalças, descamisadas, casas por concluir, terrenos baldios, sem serviços  (aparentemente) de coleta de lixo em ruas não pavimentadas. Esses foram alguns dos aspectos que percebi no primeiro contato com as imagens. (Não vou colocar o vídeo neste post para preservar as crianças).


O vídeo é "tocante" música em língua estrangeira, para mexer com as emoções (USA for África - We are the world), isso sempre têm um forte impacto.

Os comentários... bem os comentários são só elogios à ação, claro!

Minha primeira preocupação foi com o diabetes, comentei: "Se tiver diabetes...", ou seja, se alguma daquelas crianças tiver pré-diabetes, ou algum tipo de intolerância aos produtos fornecidos, sozinhas estavam, sozinhas continuarão depois que os chocolates acabarem, não?



Um comentário me chamou atenção e me pôs a refletir dizia "Muito bacana...gesto nobre!". O roteiro, o cenário e a situação demonstra como a má distribuição de riqueza em nosso país produz situações de sofrimento e falta de recursos básicos.

O gesto, podemos considerar bacana, sem intenções promocionais (apesar de terem feito um vídeo que pela situação de pobreza e falta de recursos materiais, supostamente, não será visto por nenhuma daquelas crianças e este ter mais de 6.646.359 visualizações), o que me chamou atenção é o fato de que apesar do gesto ser "muito bacana" não se trata de um "gesto nobre", como disse o comentarista do post, pois não existe nobreza na desigualdade social.

Colégio de Aplicação da UFSC abre inscrições para sorteio de vagas no ano letivo de 2017

O Colégio de Aplicação (CA) publicou edital para sorteio de vagas no ano letivo de 2017. As inscrições iniciam nesta terça-feira, 4 de outubro, e seguem até 2 de novembro de 2016. Informações: Edital completo ;Legislações ; Ficha de Inscrição ; www.ca.ufsc.br.

Soma de votos brancos, nulos e abstenções “venceria” 1º turno em nove capitais

Na noite deste domingo (02), o TSE divulgou que mais de 25 milhões de eleitores não compareceram às urnas no 1º turno das eleições municipais. O número de 17,58% de abstenções teve a “colaboração” de algumas cidades em especial. Em nove capitais, o número de votos brancos, nulos e de eleitores que não compareceram foi maior do que do candidato que ficou em primeiro lugar.

A situação aconteceu nos dois maiores colégios eleitorais do país.

Em São Paulo, João Dória (PSDB) ganhou a eleição no 1º turno com 3.085.187 votos. O número é menor do que a soma de votos brancos e nulos e ausências: 3.096.304.

No Rio de Janeiro, a situação também se repetiu. Mesmo que fossem somados os votos dos dois candidatos que passaram para o 2º Turno, o número ainda é menor do que votos inválidos e ausências.

O total de brancos, nulos e abstenções no Rio é de 1.866.621. Marcelo Crivella (842.201) e Marcelo Freixo (553.424) somam 1.395.625 votos.

Além de São Paulo e Rio de Janeiro, Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Belém (PA), Cuiabá (MT), Campo Grande (MS) e Aracaju (SE) também tiveram mais votos inválidos do que o primeiro colocado nas eleições. Confira lista:



Aracaju (SE)Eleitores: 397.228

Soma de votos brancos, nulos e abstenções: 139.723

1º lugar: Edvaldo Nogueira (PCdoB) 99.815

Belém (PA)

Eleitores: 1.043.219

Soma de votos brancos, nulos e abstenções: 365.731

1º lugar Zenaldo Coutinho (PSDB) 241.166

Belo Horizonte (MG)

Eleitores: 1.927.456

Soma de votos brancos, nulos e abstenções: 741.915

1º lugar João Leite (PSDB) 395.952

Campo Grande (MS)

Eleitores: 595.172

Soma de votos brancos, nulos e abstenções: 167.922

1º lugar Marquinhos Trad (PSD) 147.694

Cuiabá (MT)

Eleitores: 415.098

Soma de votos brancos, nulos e abstenções: 127.987

1º lugar Emanuel Pinheiro (PMDB) 98.051

Curitiba (PR)

Eleitores: 1.289.204

Soma de votos brancos, nulos e abstenções: 360.348

1º lugar Rafael Greca (PMN)356.539

Porto Alegre (RS)

Eleitores: 1.098.517

Soma de votos brancos, nulos e abstenções: 382.535

1º lugar Nelson Marchezan Júnior (PSDB) 213.646

Porto Velho (RO)

Eleitores: 319.941

Soma de votos brancos, nulos e abstenções: 106.844

1º lugar Dr Hildon Chaves (PSDB) 57.954

Rio de Janeiro (RJ)

Eleitores: 4.898.044

Soma de votos brancos, nulos e abstenções: 1.866.621

1º lugar Crivella 842.201

São Paulo (SP)

Eleitores: 8.886.195

Soma de votos brancos, nulos e abstenções: 3.096.304

1º lugar João Dória 3.085.187

Fonte: EBC

COMO VOCÊ VÊ O MUNDO

Postagens mais visitadas