Situação do Caldeirão no Morro das Pedras

Defesa Civil Municipal alerta para ressaca. Moradores confirmam piora da situação e o risco eminente de queda de postes de luz e inter...

Senadora critica governo por não reconhecer Venezuela na presidência do Mercosul

Gleisi Hoffmann (PT-PR), presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), divulgou uma nota de repúdio à decisão do governo brasileiro de não reconhecer a Venezuela como presidente do Mercosul. A presidência do Mercosul, com duração de seis meses, é exercida em rodízio entre os países do bloco. A presidência deveria ter passado do Uruguai para a Venezuela na semana passada, o que não ocorreu por oposição de Brasil, Argentina e Paraguai. 

A nota da CAE diz que os acordos que deram origem ao Mercosul estabelecem de forma clara o rodízio dos países na presidência. “Tal regra, acordada livremente entre os membros do bloco e aprovada pelo Congresso Nacional do Brasil, é autoaplicável e automática, prescindindo, portanto, de qualquer decisão ou covalidação adicional.” Segundo a nota, a relação com a Venezuela favorece o Brasil no comércio, no fornecimento de energia elétrica para a Região Norte e no desenvolvimento da fronteira amazônica. 

“Em relação aos conflitos internos da Venezuela, que são sérios, não nos parece que possam servir de motivo para essa decisão antidemocrática”, afirma a senadora na nota.


Jornal do Senado, Brasília, segunda-feira, 8 de agosto de 2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!
Aproveite e visite o site www.geografiaescolar.com.br

Postagens mais visitadas