Situação do Caldeirão no Morro das Pedras

Defesa Civil Municipal alerta para ressaca. Moradores confirmam piora da situação e o risco eminente de queda de postes de luz e inter...

Na educação pode encontrar-se alguma segurança

Apesar do centro da discussão que Sacristán se propões a fazer no texto que estou acompanhando, creio que seja possível compreender tantos atritos e tamanha polarização em função de interesses tão distantes entre o povo brasileiro, interesses esses que estão disfarçados em vigilância contra a corrupção ou algo do gênero.

Cito o autor para sua própria reflexão.

Poderemos viver juntos em um mundo que, ao promover a aproximação e o encontro de culturas, dá lugar a misturas desiguais? Se os conflitos têm parte de suas causas nas crenças e na cultura, ou se articulam em torno delas, isso significa que algumas de suas raízes estão em nossas mentes, posto que as culturas não são agentes dotados de vontade e de capacidade de iniciativa para se enfrentarem. Somo nós, os sujeitos que as possuímos, que empreendemos ações. Se em nossas mentes encontra-se a chave de alguns desses conflitos e da convivência, na educação pode encontrar-se alguma segurança de poder resolver os primeiros e consolidar a segunda. pp 49-50
Referência: SACRISTÁN, José Gimeno. O significado e a função da educação na sociedade e na cultura globalizadas. In: GARCIA, Regina Leite; MOREIRA, Antonio Flavio Barbosa. Currículo na contemporaneidade: incertezas e desafios. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2008 318p.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!
Aproveite e visite o site www.geografiaescolar.com.br

Postagens mais visitadas