Em debate: obrigação de bolsistas a cooperar com escolas

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) realiza hoje audiência pública, a partir das 10h30, para tratar do PLS 224/2012. O projeto determina que os estudantes que recebem bolsas de estudo no ensino superior prestem serviços de divulgação, formação e informação científicas e educacionais em estabelecimentos públicos de educação básica por, no mínimo, quatro horas semanais.

A audiência receberá cinco convidados: Adriana Rigon Weska, da Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação; Cleuza Rodrigues Repulho, presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação; Roberto Franklin de Leão, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação; Adão Francisco de Oliveira, secretário de Educação e Cultura do Tocantins, representando o Conselho Nacional de Secretários de Educação; e um representante da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, ainda não determinado.

O autor do projeto é Cristovam Buarque (PDT-DF), que entende que cientistas em formação por meio de programas que consomem recursos do governo podem ajudar a despertar o interesse de crianças pelas matérias científicas nas escolas.

A relatoria, favorável à aprovação, é de Ana Amélia (PPRS), que observa que o grande mérito é aliar a formação de capital humano para o país com a prestação de serviços às escolas públicas.

Fonte: Jornal do Senado, Brasília, quarta-feira, 6 de maio de 2015. (Intertítulo nosso).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!
Aproveite e visite o site www.geografiaescolar.com.br

Postagens mais visitadas