Repúdio

Meu repúdio à ação injustificável do governo do Paraná (PSDB) contra a manifestação dos professores daquele estado.

Senado cria comissão para acompanhar greve no Paraná

O Plenário aprovou ontem a criação de uma comissão temporária externa para acompanhar os conflitos que vêm ocorrendo entre a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Paraná e dirigentes sindicais e estudantes, impedidos de assistir às sessões plenárias da instituição. 

A comissão, a ser composta por cinco senadores, irá amanhã a Curitiba acompanhar a greve dos professores e a votação de projeto que prevê mudanças no fundo previdenciário. O requerimento para a criação do colegiado foi apresentado por Gleisi Hoffmann (PT-PR) e Roberto Requião (PMDB-PR). 

— A situação no estado está muito grave. A Polícia Militar está cercando a assembleia e o Centro Cívico. Já temos relatos de violência e tudo indica que a situação lá vai piorar amanhã [hoje], quando o projeto vai ser votado e discutido — disse Gleisi.

Fonte: Jornal do Senado, Brasília, quarta-feira, 29 de abril de 2015.

Marcos no Pensamento geográfico XIX - XX

Didático: Marcos no Pensamento geográfico XIX - XX

Fonte: ÁLVAREZ, Celina E. Pérez y coautores. Didáticsa de la Geografia. Selección de temas. Editorial: Pueblo y Educación. 2ª edición, 2006.

Onde fica o Nepal

O Nepal, país asiático abalado no último final de semana pelo terremoto que matou, ao menos quatro mil pessoas, possui uma área de de aproximadamente de 147 mil quilômetros quadrados onde vivem cerca 30 milhões de habitantes, de acordo com informações da embaixada do país no Brasil. O território tem diversos altitudes, vai de uma elevação de 60 metros acima do nível do mar até o ponto mais alto do mundo, o Monte Everest com 8848 metros. O país, cuja capital é Kathmandu, faz fronteira ao norte com a China (Tibete) e a leste, sul e oeste com a Índia, e não tem costa marítima. As condições climáticas também variam bastante: de temperaturas sub-tropicais até árticas.

O terremoto, de magnitude 7,8 na escala de Richter, teve o epicentro a cerca de 80 quilômetros da capital nepalesa Katmandu e foi sentido em outros países como a Índia, China, Bangladesh e o Paquistão.



Fonte: Empresa Brasil de Comunicação S/A - EBC

Ajuda de R$ 5,8 milhões para atingidos por tornado em SC

Dilma anuncia R$ 5,8 milhões para municípios atingidos por tornado em SC



A presidenta Dilma Rousseff visitou hoje (27) o município de Xanxerê (SC) e anunciou a liberação de R$ 2,8 milhões para reconstrução de Xanxerê e de Ponte Serrada que foram atingidos por um tornado no último dia 20. A liberação dos recursos está definida em portaria publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União. Outros R$ 3 milhões foram anunciados para a reconstrução do ginásio de esportes de Xanxerê.

Após sobrevoar as áreas atingidas, a presidenta Dilma disse que o governo quer garantir um “exemplo de rapidez na reconstrução da cidade” com atenção para a recuperação das moradias. “Acredito que iniciamos esse processo de forma bem célere, e é o que nos interessa aqui. A mesma rapidez do tornado não temos, mas iremos colocar como objetivo a rapidez nesta questão.”
Dilma lembrou que já foram tomadas também as medidas de costume em casos de calamidade pública como a determinação para liberação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e a antecipação de benefícios de prestação continuada e do Bolsa Família.
A portaria que autoriza a liberação dos R$ 2,8 milhões para ações de socorro considera a natureza e o volume de ações a serem implementadas, o prazo de execução das obras e serviços é 180 dias. De acordo com a presidenta, a maior parte dos recursos será destinada a Xanxerê,  cidade mais atingida.
Outra portaria publicada hoje no Diário Oficial da União prevê recursos para reforma e construção de moradias por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida em áreas urbanas e rurais. A portaria estabelece o prazo de 60 dias para que os municípios entreguem uma proposta de atendimento às famílias e às áreas atingidas pelo tornado.
“Recebemos pleito do governo do estado para concessão de recursos para reconstrução rápida de moradias e pretendemos usar os mecanismos do Minha Casa, Minha Vida tanto no que chamamos de fase um, como da fase dois e da fase três, e também considerar a questão da transferência de recursos diretos para a reconstrução que não é integral, mas parcial de moradias,” disse a presidenta.
Na visita ao município, Dilma sobrevoou de helicóptero as áreas atingidas pelo tornado. A presidenta visitou os escombros do Ginásio Ivo Squissardi, que foi destruído, e se encontrou com uma família que perdeu a casa, os móveis e o carro. Na ocasião ressaltou a solidariedade do povo catarinense.
Os ministros Gilberto Kassab, das Cidades,  Gilberto Occhi,da Integração Nacional, Manoel Dias, do Trabalho e o governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo acompanharam a presidenta Dilma.
Em Xanxerê, são 539 pessoas desabrigadas e 4.275 desalojadas. Foram registradas duas mortes e 97 feridos. Os prédios residenciais atingidos pelo tornado somam 2.188. Em Ponte Serrada, 77 pessoas estão desabrigadas e 1.050 desalojadas. No município há 27 feridos e 352 residências afetadas. Os dados são da Defesa Civil.
Fonte: Empresa Brasil de Comunicação S/A - EBC - (Intertítulo nosso).

Professores estão desmotivados com a profissão

Estudo inédito realizado pela Comunidade Internacional de Cooperação na Educação com professores de 11 estados do Brasil, mais o Distrito Federal, constatou que apesar de bem qualificados, professores revelam que na maioria das vezes não se sentem preparados para o dia a dia da sala de aula.
 
Para a professora Sandra Garcia, pedagoga e mestre em Psicologia, autora do livro Mediação da Aprendizagem, muitas vezes a sala de aula e o professor não acompanham as grandes mudanças ocorridas no mundo e ficam presos à práticas pedagógicas que às vezes não é mais o que o aluno deseja. A professora ressalta que a escola tem o seu valor mas precisa se atualizar, se adequar e se integrar com essas mudanças que o mundo vem enfrentando.

Nesta pesquisa, vemos que o professor precisa falar mais alto e até gritar, para ser olhado com um pouco mais de cuidado. Indo mais adiante, o levantamento busca saber quais as razões que dificultam esse relacionamento na sala de aula e foi verificado que o professor perdeu a sua autoridade, no sentido de ser considerado pelos alunos e pelas famílias deles, e quase 74% dizem que perderam o encantamento e a paixão pela educação e não vêem solução.

Fonte: Rádios EBC (por mim editado. Intertítulo nosso).

Mais verbas para o esporte escolar


Prestação de contas

Até o momento (14/04), nenhum estado ou o Distrito Federal prestou contas dos investimentos em educação feitos no ano passado. O prazo é até o dia 31 de maio. 

Pela Constituição, os entes federativos devem investir no mínimo 25% do que arrecadam em educação. Se o estado ou município não investir esse mínimo em manutenção e desenvolvimento do ensino, o FNDE envia, automaticamente, um comunicado aos tribunais de contas estaduais e ao Ministério Público informando o não cumprimento da norma.

Quem não cumprir o prazo ou não conseguir comprovar o investimento mínimo fica inadimplente no Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (Cauc) do governo federal. Com isso, deixa de receber recursos de transferências voluntárias da União e fica impossibilitado de firmar novos convênios com órgãos federais.

Fonte; Empresa Brasil de Comunicação S/A - EBC

Plano Nacional de Educação


Todo dia era dia de índio

Conheça o significado de algumas palavras indígenas

Quem acha que os brasileiros falam apenas um idioma, o português, está muito enganado. O território brasileiro registra o oitavo maior número de línguas em uso, boa parte disso com origem nas comunidades indígenas.

O número de línguas, segundo pesquisadores do tema, chegava a 1.078  quando os europeus desembarcaram em  terras brasileiras. Assim como a quantidade de índios, que passou de cinco milhões para cerca de 700 mil nos últimos anos, parte desses idiomas também foram se perdendo com o tempo.

Veja, abaixo, um dicionário com alguns termos indígenas de diferentes etnias e seus respectivos significados:

Alimentos:

Abati: milho
Aaru: Espécie de bolo
Bacuri: fruta popular da região Amazônica
Beiju: também conhecida como tapioca, feita com farinha de mandioca, podendo ser recheada ou não
Cambuci: fruta de uma árvore nativa da mata amazônica com formas parecidas a de potes de cerâmica
Cupuaçu: fruta amazônica  de sabor forte
Ira: mel
Jambu: planta cujas folhas são usadas como tempero
Jerimum: abóbora
Mandioca: todo o mundo conhece, e a maioria adora: é o aipim, a macaxeira, uma raiz que é o principal alimento dos índios brasileiros
Maniçoba: prato feito com folha da mandioca
Pequi: fruta da região Centro-Oeste
Pupunha:  fruto da palmeira
Tucupi: suco da raiz da mandioca-brava

Animais:

Acará: garça
Andirá: morcego
Arapuá: abelha
Cacira: vespa
Grajaú: pássaro
Laurare: marimbondo
Pirá: peixe
Poti: camarão

Cores:

Peba: branco
Ajubá: amarelo
Piranga: vermelho
Una: preto

Fonte: Empresa Brasil de Comunicação S/A - EBC - CREATIVE COMMONS - CC BY 3.0 (Intertítulo nosso).

Paim condena discurso de ódio contra Dilma

Paim condena discurso de ódio contra Dilma

Paulo Paim (PT-RS) lembrou os 51
anos do golpe militar de 64, afirmando
que “as forças reacionárias” de então
mergulharam o país em um “mar de
violação de direitos”, que deixou marcadas
gerações inteiras de brasileiros.

O senador destacou a atuação do
então presidente João Goulart e disse
que ele não resistiu ao golpe para evitar
uma guerra civil e derramamento de
sangue.

Paim criticou o discurso de ódio
nas manifestações atuais contra o
governo da presidente Dilma Rousseff
e disse que as Forças Armadas sabem
a importância da democracia.

— Queremos a pluralidade, a composição
de forças, o respeito democrático.
Somente assim, seremos uma nação
soberana. Hoje o Brasil é maior —
afirmou o senador.

Fonte: Jornal do Senado, Brasília, quarta-feira, 1º de abril de 2015.

Parlamento Jovem - Câmara dos Deputados


Postagens mais visitadas