Água e Educação

Paim destaca educação como saída para evitar crise hídrica no futuro

Diariamente, 2 mil crianças com menos de 5 anos morrem devido a doenças diarreicas no mundo. Cerca de 1,8 mil dessas mortes estão ligadas a água e saneamento. Os dados foram citados por Paulo Paim (PT-RS) em lembrança ao Dia Mundial da Água, comemorado em 22 de março.

De acordo com o senador, o Conselho Mundial da Água classificou o Brasil em 50º lugar em um ranking de saúde hídrica, que analisou 147 países. Em primeiro lugar está a Finlândia e, em último, o Haiti.

Paim disse que o Brasil ficou alarmado com a falta de água em São Paulo. Ele sugeriu investir em educação para assegurar, nas novas gerações, o respeito à natureza. 

— Se não fizermos isso, estaremos nos negando a fazer a parte que nos cabe para melhorar a nossa vida e a do coletivo — alertou.

Fonte: Jornal do Senado, Brasília, sexta-feira, 27 de março de 2015. (com alterações).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!
Aproveite e visite o site www.geografiaescolar.com.br

Postagens mais visitadas