Pular para o conteúdo principal

Menos Cubo, menos Globo

Fiquei muito curioso em descobrir por qual motivo afiliadas da Rede Globo não usavam o cubo quando iam cobrir matérias relacionadas às manifestações que reivindicavam o passe livre.

O cubo é aquela peça que fica logo abaixo do bocal do microfone, e onde todas as emissoras pintam seu logotipo.

DSCN3524 (2) Na imagem ao lado o “cubo” é visto curiosamente em reportagem feita a partir de Xanxerê, cerca de 550 quilômetros da manifestação que ocorria na capital do estado de Santa Catarina.

 

Já em Florianópolis, dentro do mesmo telejornal, a entrada do repórter foi marcada pela ausência do “cubo”, porquê?
 DSCN3512DSCN35122

Por qual motivo afiliadas da Rede Globo não usam a sua logo durante a cobertura das manifestações. Não se trata de uma exclusividade da afiliada de Santa Catarina. Isso aconteceu em São Paulo, Rio de Janeiro e outras cidades.

Não sei responder (É claro que sei!) os motivos que fizeram suas afiliadas retirarem sua logo das ruas, mas pistas podem ser dadas para que você entenda alguns dos motivos das manifestações contra a Globo durante as coberturas nas ruas, pistas como a opinião equivocada (tenho que manter a calma pois não tenho imunidade parlamentar) sobre o passe livre, do jornalista do grupo que, além de TV, mantém rádio e jornal.

sergio da costa ramos

Não tenho nada contra o senhor Sérgio, nem sabia de sua existência até que uma professora me apresentou sua coluna indignada com sua fala dúbia (não posso colocar outro termo mais adequado porque, como disse, não tenho imunidade parlamentar) em relação a vários trabalhadores. Nela ele não deixa claro o que entende por “população dita carente”.

Existem vários tipos de carência. A carência de crítica é uma delas. Mas é certo que essa carência pode ser proposital. A carência de crítica pode, supostamente,  servir aos interesses de quem paga o salário no fim do mês.

E sobre o passe livre o que dizer?

Como pode uma pessoa, como eu, que defende a escola pública e gratuita, não defender com a mesma legitimidade e vontade um serviço de transporte público que seja público e gratuito? A questão não se limita ao chamado “passe livre”. A questão vai além, é a luta pela estatização do transporte público, fazendo deste um verdadeiro transporte público e gratuito para todos, inclusive jornalistas.

A conquista deste direito é fundamental para que todos possam exercer, com reais condições, o direito à cidade.

Quero imaginar que a “carente” opinião dada nesta coluna tenha sido apenas um deslize e que a coluna esteja a favor de uma cidade mais humana e solidária, afinal, não é para isso, também, que pagamos nossos impostos?

Não critico aqui a coluna desse jornalista pois, como disse, não sou leitor deste senhor. A crítica se limita ao recorte dado dentro da coluna. Minha intenção é de que com essa manifestação “pacífica e ordeira” feita neste meu blog, eu possa estar contribuindo para que a empresa não tenha que, no futuro, continuar a esconder sua logo.

Lembro que, assim como nas manifestações das ruas, aqui neste blog uma “pequena minoria” (sic), no caso, de palavras, pode ter cometido algum “ato de vandalismo”, talvez pela dureza das palavras, mas como todo bom jornalista defende a liberdade de pensamento e de expressão, penso que serei compreendido.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Diário de Classe

IMPORTÂNCIA DO PREENCHIMENTO CORRETO DO DIÁRIO DE CLASSE
O Diário de Classe é um documento oficial da Unidade Escolar e um instrumento de responsabilidade do PROFESSOR com a finalidade de registrar e documentar a frequência e o aproveitamento individual do aluno regularmente matriculado. É também, o documento de controle e confirmação do trabalho do professor e dos alunos. Devido à sua importância, deverá ser preenchido somente pelo professor de forma cuidadosa, sem rasuras e à caneta. ATRIBUIÇÕES DO PROFESSOR REFERENTES AO DIÁRIO DE CLASSE - Preencher o diário de classe de acordo com as aulas ministradas, conforme as orientações estabelecidas no Regimento Interno da U.E.; - Garantir a clareza e a sequência lógica nos registros dos conteúdos de forma que seja possível identificar a relação entre o diário de classe e o planejamento pedagógico; - Lançar os registros diariamente; - Preencher o diário com letra legível, sem erros ou rasuras; - Não fazer registros a lápis no diário…

UM PASSO ATRÁS


Tenho poucas certezas na vida e uma delas é que a humanidade não inventou uma máquina do tempo que fosse capaz de voltar no tempo, mas a imaginação sobre as possibilidades de uma invenção já tomou conta de muita gente.

A possibilidade de voltar e realizar coisas de modo diferente... dizer não ao invés de sim, ou dizer sim no lugar do não; abraçar mais uma vez, ou simplesmente observar platonicamente a infância que já não é mais minha.
Uma máquina do tempo só faz sentido porque há o tempo, se o tempo não passasse, e ainda bem que ele passa, o desejo de mudança nunca existiria. Com o tempo vem as conquistas e as frustrações; as alegrias e as tristezas. Com o tempo todos os sentimentos antagônicos vão se revelando como que na expectativa de que é assim que o tempo passa.


Não é possível tomar decisões já tomadas, não posso voltar no tempo e deixar de beber um copo de água que bebi na semana passada, não posso trocar o sabor do sorvete que escolhi no último verão a decisão já foi tomada e…

Como votou seu deputado no processo contra Temer?

Câmara nega autorização para processo contra Temer no Supremo
O Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou nesta quarta-feira, por 263 votos a 227 e 2 abstenções, a autorização para o Supremo Tribunal Federal (STF) abrir processo criminal contra o presidente da República, Michel Temer, por crime de corrupção passiva (SIP 1/17), seguindo parecer da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ).
"A decisão da Câmara dos Deputados de não autorizar a instauração de processo contra o presidente da República será comunicada ao Supremo Tribunal Federal, no prazo regimental", disse o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, ao anunciar o resultado.
No total, 492 dos 513 deputados votaram o parecer do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG). Rodrigo Maia deixou de votar por motivo de impedimento regimental, por estar comandando a sessão.
VEJA AQUI COMO VOTOU SEU DEPUTADO
Esta foi a primeira vez que a Câmara dos Deputados votou uma solicitação para instauração de processo contra um pre…