GLOBALIZAÇÃO por Cristóvam Buarque

Santiago Alves de Siqueira
Professor de Geografia
 

GLOBALIZAÇÃO*

O que chamam de Globalização é uma tendência inevitável, ela vai ocorrer.

O problema é que ela está ocorrendo, dividindo os seres humanos em dois tipos diferentes.

A Europa se espalha, simbolizando Europa mas também Estados Unidos, Austrália, que incorporam pessoas que a gente pode chamar de ricas, a classe média dos países periféricos e aumentando as desigualdades de tal maneira que em breve a gente vai ter como Globalização um planeta dividido em um Primeiro Mundo Internacional dos ricos que vai ser um país só, mesma gravata, mesma educação, mesmos instrumentos, um país inteiro espalhado pelo mundo e ao lado desse Primeiro Mundo Internacional dos ricos nós vamos ter Ilhas de Pobres e as Ilhas serão a maioria.

Este é o problema da Globalização, a maneira como ela está desenhada o que caracteriza essa Globalização, neste padrão de vida, não cabe todo mundo.

Não cabe todo mundo por razões ecológicas em primeiro lugar, e, porque a economia que é capaz de dar o bem estar que tem o estadunidense ou uma pessoa de classe média e alta do Brasil, esse bem estar não dá para todo mundo do planeta ter.

O que é preciso fazer para ter uma Globalização decente?

É fazer com que todos no mundo inteiro, não agora, não em 5, não em 10, talvez não em 20 anos, tenham todos o essencial, ninguém fique excluído. Que todos tenham uma educação de qualidade até o final do Ensino Médio, todos tenham o que comer, todos tenham acesso ao principal que for da saúde.

Quando a gente conseguir isso, aí sim, nós vamos ter uma Globalização quase perfeita porque vai ficar faltando apenas o respeito à diversidade cultural e o respeito ao meio ambiente.

Essa seria a grande Globalização. A Globalização com três coisas:

1. a inclusão de todos no mínimo essencial para que deixe de existir o pobre excluído;

2. respeito ao meio ambiente;

3. respeito à diversidade cultural.

 

*Extraído de: Debate Brasil – TV Senado – em abril de 2004.
Entrevista a
Cristóvam Buarque
(adaptado por Santiago Alves de Siqueira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!
Aproveite e visite o site www.geografiaescolar.com.br

Postagens mais visitadas