COMPARAÇÃO ENTRE A COLONIZAÇÃO DE EXPLORAÇÃO E A DE POVOAMENTO

Características

Colonização de exploração

Colonização de povoamento

Objetivo principal

Explorar tudo o que a terra conquistada pudesse fornecer para atender aos interesses comerciais da metrópole e com isso ganhar muito dinheiro e poder.

Povoar o território e construir um novo lar, longe dos conflitos religiosos e da crise econômica européia.

Quanto à economia ou produção

Organização segundo os interesses da metrópole e não segundo as necessidades da colônia.

Organização segundo as necessidades dos colonos e não segundo os interesses da metrópole.

Quanto ao artesanato doméstico e à indústria

Limitado desenvolvimento do artesanato, ou indústria doméstica, com conseqüências até os dias atuais, percebidas no baixo nível de industrialização dos países de passado baseado nesse tipo de exploração.

Grande desenvolvimento do artesanato, ou indústria doméstica, para depender cada vez menos da metrópole. Isso possibilitou um grande desenvolvimento industrial dos países de passado colonial baseado nesse tipo de colonização.

Quanto à agricultura

Formação de grandes propriedades rurais – os latifúndios monocultores, ou seja, grandes propriedades com o cultivo de um só produto destinado à exportação (cana-de-açúcar, algodão, café, etc.).

Formação de pequenas propriedades rurais, com trabalho familiar e produção destinada à auto-subsistência.

Quanto à mão-de-obra

Na América: escravização do negro africano e do indígena, para servir como mão-de-obra nas minas, nas grandes plantações e nos serviços domésticos.

Utilização da “servidão branca”: condenados pela justiça eram enviados às colônias para servir como mão-de-obra gratuita durante certo tempo. Havia ainda o trabalho gratuito a que eram obrigadas as pessoas que não podiam custear as despesas da viagem de sua terra natal até os Estados Unidos, Canadá, Austrália e Nova Zelândia. O capitão do navio podia vende-las a quem o desejasse, depois de cumprido o período de trabalho gratuito para pagar as despesas de viagem.

Quanto ao contato com os nativos da América

Extermínio e escravização dos nativos e apropriação de suas terras.

Guerras de extermínio dos indígenas e conquista de suas terras.

Fonte: Melhem Adas. Geografia o subdesenvolvimento e o desenvolvimento mundial e o estudo da América. Moderna. V.3 São Paulo, 2001. p 32.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!
Aproveite e visite o site www.geografiaescolar.com.br

Postagens mais visitadas