Gered da Grande Florianópolis obrigou ser dia letivo e tirou folga

Gerência de Educação é procurada para orientar a questão de segurança no transporte dos alunos, mas está de folga

O órgão ordenou ser dia letivo nas escolas estaduais, que têm muitos estudantes usuários de transporte coletivo, alvo principal dos ataques

A Gerência Regional de Educação (Gered) da Grande Florianópolis obrigou a ser dia letivo, nesta sexta-feira, nas escolas estaduais da região, mas quando os pais de alunos começaram a ligar preocupados com a segurança dos filhos, diante dos ataques a ônibus, descobriu-se que o órgão estava de folga.
A coordenadora do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinte) de Florianópolis, Rosane de Souza, recebeu durante o dia diversas ligações de responsáveis, questionando como os alunos, que estudam à noite, voltariam para a casa depois das 22h, já que muitos dependem de transporte coletivo:
— Fomos atrás desta resposta, ligando para a Gered, mas eles não estão trabalhando e não deixaram nenhuma recomendação em relação a isso. Além disso, os ônibus estão fazendo horário de sábado.
O gerente regional de Educação, Mário Benedet Filho, justificou que as escolas têm um calendário a cumprir, que são os 200 dias letivos. Como falta um mês para o fim das aulas, não haveria como repor o feriado.
Sobre a gerência não estar funcionando, ele disse que o dia será reposto na próxima semana, quando os funcionários irão trabalhar uma hora a mais.
— Essa é uma questão de segurança pública. Está bem difícil para nós educadores e estamos muito preocupados. Temos várias escolas em áreas de risco, mas temos um calendário a cumprir —  afirmou.

Reproduzido de: DIÁRIO CATARINENSE
Intertítulos do Blog do Professor Santiago

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!
Aproveite e visite o site www.geografiaescolar.com.br

Postagens mais visitadas