Pular para o conteúdo principal

Para que servem os mapas e os gráficos?

Mapas e gráficos são essenciais no estudo da Geografia pela quantidade de informações que podem nos fornecer; são verdadeiras ferramentas de trabalho do geógrafo.
Por meio dos mapas podemos localizar pontos, determinar distâncias, estabelecer relações entre diversos fatos geográficos. Os mapas proporcionam informações tais como fluxo de transportes, migrações, fronteiras, localização de cidades, rios e montanhas.
Já os gráficos nos permitem representar, de forma visível, dados estatísticos sobre fenômenos naturais, questões demográficas e econômicas, e estabelecer comparações e relações entre eles. Também por meio da leitura e interpretação de gráficos, podemos conhecer muito sobre as características do clima, da população e do nível de vida dos países.

Os mapas estilizados prestam-se
mais à ilustração jornalística

1. Tipos de mapas
Existem diversos tipos de mapas, como os topográficos, os temáticos, os gerais, os especiais e os estilizados. Conheça cada um deles:
1a. Mapas topográficos
Os mapas topográficos procuram representar o mais fielmente possível os elementos físicos que compõem o espaço, como o relevo, a vegetação, os rios, os meios de comunicação e de transporte. São os mapas de base sobre os quais são realizados estudos específicos, os chamados mapas temáticos.
1b. Mapas temáticos
São os mais utilizados em Geografia e, diferentemente dos mapas topográficos, servem para realizar o estudo espacial de um determinado tema (clima, distribuição da população, localização industrial, crescimento industrial etc.). Sua função é variada: a localização dos fenômenos, sua distribuição no espaço, a visualização das relações entre diversos fatos geográficos e as hierarquias que se estabelecem entre eles, por exemplo.
1c. Mapas gerais, especiais e estilizados
Os mapas gerais apresentam assuntos de interesse geral, como os de regiões, os de continentes e os planisférios.
Os mapas especiais destinam-se a determinados assuntos técnicos ou profissionais. Por exemplo, os mapas econômicos, as cartas náuticas e as aéreas.
Os mapas estilizados não têm preocupação com a forma ou o tamanho dos países, distorcendo as imagens de acordo com os elementos que se quer representar. São muito usados por jornais e revistas.


Pirâmide de idades

2. Gráficos
Apresentar as informações de forma imediata e facilmente identificáveis é a principal função do gráfico. Para cada tipo de informação, há o gráfico mais adequado.
2a. Pirâmide de idades
Seu objetivo é representar a composição por sexo e idade de uma população em cada momento. Na base da pirâmide está representada a população jovem; no meio, a população adulta e, no topo, a população idosa.
2b. Gráfico de barras e setogramas
Muitas séries estatísticas podem ser interpretadas mais facilmente com a construção de gráficos. Graças a eles, a representação de dados é melhor compreendida.
Os gráficos de barras podem ser horizontais ou verticais, e a altura de cada barra é proporcional à quantidade representada. Os setogramas são gráficos circulares, em que cada setor representa uma informação.

Gráfico de barras

 

 

 

 

 

 


Setograma da população residente no Brasil por região

 

2c. Climograma
É um tipo de gráfico, também chamado pluviotérmico, que permite estabelecer a relação existente entre a evolução mensal das temperaturas e das chuvas de um lugar concreto do planeta. Com isso, é possível caracterizar o tipo de clima desse lugar, encontrar a temperatura média e estabelecer o período de estiagem.


Campo Grande – Temperatura e precipitação pluviométrica, 1984

Fonte: publicado originalmente no site klickeducacao.ig.com.br (acessado em 01/06/2008)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Diário de Classe

IMPORTÂNCIA DO PREENCHIMENTO CORRETO DO DIÁRIO DE CLASSE
O Diário de Classe é um documento oficial da Unidade Escolar e um instrumento de responsabilidade do PROFESSOR com a finalidade de registrar e documentar a frequência e o aproveitamento individual do aluno regularmente matriculado. É também, o documento de controle e confirmação do trabalho do professor e dos alunos. Devido à sua importância, deverá ser preenchido somente pelo professor de forma cuidadosa, sem rasuras e à caneta. ATRIBUIÇÕES DO PROFESSOR REFERENTES AO DIÁRIO DE CLASSE - Preencher o diário de classe de acordo com as aulas ministradas, conforme as orientações estabelecidas no Regimento Interno da U.E.; - Garantir a clareza e a sequência lógica nos registros dos conteúdos de forma que seja possível identificar a relação entre o diário de classe e o planejamento pedagógico; - Lançar os registros diariamente; - Preencher o diário com letra legível, sem erros ou rasuras; - Não fazer registros a lápis no diário…

Sorriso e Silêncio

A mensagem acima, eu li em um perfil de uma rede social. Fiquei pensando sobre os problemas da simplificação da mensagem que aponta para a ideia de que o silêncio é uma maneira de se evitar os problemas.
Penso que estamos onde estamos por enfrentar os problemas e não evitá-los. As doenças sempre foram um problema para a humanidade e as enfrentamos, a gravidade foi, num passado próximo, um problema e hoje temos satélites em órbita porque ela foi enfrentada e não evitada. 
Na verdade o problema não é, em última análise, o problema. Ademais, quando da existência de um problema, o sorriso não me ajuda muito a resolvê-lo. 
Bons livros, horas de pesquisa e muita dedicação sim, pode me ajudar a resolver um problema.
Sobre o silêncio, outro equívoco, o silêncio não é a maneira de evitar os problemas, pelo contrário, o silêncio pode causar muitos problemas. Vocês lembram do Holocausto? Fruto da loucura de uns e do silêncio de outros.
Uma possível correção da legenda na mensagem acima seria, não fiq…