Deriva dos continentes

Há 400 milhões de anos, as terras do planeta estavam reunidas em um único continente, o Pangéia (do grego pan, toda; gea, terra). Esse continente começa a rachar no sentido leste-oeste há 225 milhões de anos, formando dois subcontinentes: Laurásia, ao norte, e Gondwana, ao sul. A atual conformação e posição dos continentes têm cerca de 60 milhões de anos, mas eles continuam em constante transformação. A América do Sul e a África, por exemplo, afastam-se um do outro a uma velocidade de 7 cm por ano, ampliando a área ocupada pelo oceano Atlântico. O mar Vermelho também está se alargando e o continente africano migra em direção ao continente europeu.

013[4] 015[4]
016[4] 017[4]
018[4] 019[4]
020[4] 021[4]
022[4] 014[4]

Placas tectônicas A crosta terrestre não é contínua, mas dividida em vários blocos chamados placas tectônicas. Elas são separadas por grandes fendas vulcânicas em permanente atividade no fundo do mar. Através dessas fendas, o magma sobe do manto para a superfície, adicionando novos materiais à crosta. Isso expande o fundo do mar e movimenta os blocos que formam a superfície em diferentes direções.

Dorsais oceânicas A solidificação do magma que extravasa ao longo das fendas vulcânicas forma grandes cordilheiras kdorsais oceânicas. A Dorsal Meso-Oceânica, por exemplo, é uma cadeia de montanhas com 73 mil km de extensão e com picos de até 3.800 m de altura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!
Aproveite e visite o site www.geografiaescolar.com.br

Postagens mais visitadas