Negociação para fim da greve

0107201112gDurante as negociações entre o Governo do Estado e os representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinte), na sexta-feira (1º), o secretário-adjunto da Educação (SED), Eduardo Deschamps, apresentou a proposta de recompor a regência de classe 25% e de 40% dos professores, integralmente, em janeiro de 2012. Também foi proposto que o início do grupo de trabalho, para reestruturar a carreira, seja feito já nesta semana.

A reunião durou mais de cinco horas, sendo interrompida a pedido do Sinte e para que o secretário-adjunto pudesse conversar diretamente com o governador Raimundo Colombo, o vice Eduardo Pinho Moreira e o secretário da Fazenda, Ubiratan Rezende. Os números e as posições expostas na reunião pelo Sinte foram analisados e, em função dos limites financeiros do Estado, o Governo manteve a proposta de restabelecer a regência de classe em 2012.

0107201114gNa última proposta do Governo à categoria, os percentuais da regência de classe passaram de 25% e 40%, para 17% e 25%. A medida foi tomada para que, ainda neste ano, o Governo do Estado possa cumprir a lei que do piso nacional a todos os professores da rede estadual. Com essa ação, o impacto na folha de pagamento do Magistério será de R$ 22 milhões, sem contar os triênios. "Se fossem restabelecidos os índices de regência neste ano, o impacto na folha seria de R$ 38 milhões, números que o Estado hoje não tem condição de arcar", afirmou Deschamps.

Após a conversa e a exposição, o Sinte apresentou uma nova contraproposta de pagamento parcelado desses benefícios, iniciando ainda em 2011. A proposta dos representantes será analisada e novas simulações poderão ser feitas antes da resposta aos professores, nesta próxima semana.

Fonte: www.sed.sc.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!
Aproveite e visite o site www.geografiaescolar.com.br

Postagens mais visitadas